A paciência da diretoria do Fluminense com o estilo de jogo do técnico Fernando Diniz acabou nesta segunda-feira (19), após ser batido pelo CSA por 1 a 0, neste domingo (18), em pleno estádio do Maracanã, resultado que fez o Tricolor entrar na zona de rebaixamento. O treinador foi desligado do cargo.

Diniz já vinha sofrendo pressões nas últimas semanas, quando o vice de Futebol Celso Barros chegou a cobrar publicamente melhores resultados, e a derrota, em casa, para o penúltimo colocado, foi a gota d'água que faltava para seu trabalho nas Laranjeiras chegar ao fim.

Ele convocou uma entrevista coletiva para o fim da tarde desta segunda, quando falará para a imprensa sobre sua saída. Junto com o técnico também deixam o clube o auxiliar técnico Márcio Araújo e o preparador físico Wagner Bertelli.

Diferente de outras situações, a torcida também perdeu a paciência com Diniz após a derrota para um clube que está na zona de rebaixamento, passando a hostilizar não apenas o treinador como também os atletas, chamando-os de “sem vergonha”.

Para o jogo da próxima quarta-feira (21), diante do Corinthians, pelas quartas de final da Copa Sul-Americana, em São Paulo, o time será dirigido de forma interina pelo auxiliar técnico Marcão.

Uma entrevista coletiva com atacante Wellington Nem na reapresentação do elenco, que estava marcada para esta segunda, foi cancelada.

Fernando Diniz foi contratado em dezembro do ano passado e dirigiu a equipe em 44 jogos, conquistando 18 vitórias, 11 empates e sendo derrotado em 15 oportunidades. O ataque marcou 71 gols e a defesa sofreu 48.

O Fluminense está em 18° lugar no Campeonato Brasileiro, com apenas 12 pontos em 15 jogos, dois pontos atrás do Cruzeiro, primeiro time fora do Z-4. Entre eles ainda está a Chapecoense, que tem 13 pontos.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Futebol Fluminense

Com o adiamento do jogo da próxima rodada contra o Palmeiras, o próximo jogo do time no Campeonato Brasileiro será no dia 2 de setembro, quando encara o Avaí, outro time dentro da zona de rebaixamento, no Maracanã.

Galo quer Yony González

O atacante colombiano Yony González entrou na pauta do Atlético Mineiro já como possível reforço para a próxima temporada. O interesse é tamanho que o time já encaminhou uma proposta para os representantes do jogador, cujo contrato com a equipe carioca termina neste ano.

Oficialmente a diretoria atleticana desmente que tenha feito oferta ao jogador.

Na atual temporada o jogador de 25 anos disputou 38 jogos com a camisa do Fluminense e anotou 15 gols. No time mineiro ele reencontraria Yimmy Chará, com quem jogou no Junior Barranquilla, da Colômbia.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo