O Fluminense anunciou [VIDEO] nesta quarta-feira (11) a contratação do técnico Odair Hellmann para a temporada de 2020. O profissional, que fez um bom trabalho no Internacional, chega trazendo junto com ele o auxiliar técnico Maurício Dulac. O contrato de ambos é válido por um ano.

Dessa forma, Marcão, que dirigiu a equipe logo após a saída de Oswaldo de Oliveira e classificou a equipe das Laranjeiras para a Copa Sul-Americana, volta ao posto de auxiliar, algo que já estava acertado desde o começo.

Ele também será treinador da equipe sub-23.

Odair assumiu o Internacional, seu primeiro clube profissional, nas rodadas finais da Série B de 2017, e no ano seguinte fez um ótimo Campeonato Brasileiro, classificando o Colorado para a fase de grupos da Copa Libertadores da América. O bom trabalho seguiu neste ano, mas a eliminação nas oitavas de final da Libertadores para o Flamengo, a perda do título da Copa do Brasil para o Athletico Paranaense e a queda de rendimento no certame nacional provocaram desgastes, que culminaram em sua demissão.

Essa será a segunda passagem de Odair pelas Laranjeiras. A primeira delas foi há 20 anos, quando ainda era jogador. Com a camisa do Tricolor, Odair, que atuava de volante, fez 31 jogos e marcou dois gols, sendo campeão da Série C de 1999.

Desejo da cúpula do Fluminense, que procurava um profissional com esse perfil, o novo treinador participará ativamente da montagem do elenco da próxima temporada, avaliando jogadores das categorias de base e também os que estão em final de contrato.

Yony se despede do clube

Um dos jogadores que não seguirão no Fluminense em 2020 é Yony González. Com seu contrato se aproximando do encerramento, o colombiano fez uso de suas redes sociais para se despedir do clube pelo qual anotou 17 gols em 62 jogos nesta temporada, sendo o artilheiro da equipe.

Depois de chamar a atenção jogando pelo Junior Barranquilla, Yony chegou ao Fluminense através da indicação do então técnico Fernando Diniz. A diretoria tentou a renovação de seu contrato nos últimos meses, mas o jogador demostrava vontade de jogar em outra equipe.

Na mensagem, o atacante diz que foi um ano muito especial para ele, pois pela primeira vez atuou fora de seu país e em pouco tempo se identificou com o clube, além de ter sido acolhido pelo Fluminense e pela cidade.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Ele disse ainda que sai com a sensação de dever cumprido e que chegou a hora de alçar novos voos. “Obrigado, torcedor Tricolor. Levarei vocês no meu coração”, escreveu.

Esse “novos voos” citado pelo atacante deverá ser o Benfica de Portugal. O time é o mais cotado para contar com o Futebol do jogador, mas de acordo com seu empresário, Gianluca di Franco, as negociações ainda não foram concluídas.

Não perca a nossa página no Facebook!