O Fortaleza havia sido uma das equipes que teria despertado interesse do bilionário russo Ivan Savvidis, que está disposto a investir no Futebol brasileiro. Nesta sexta-feira (10), o presidente do Leão, Marcelo Paz, revelou que recebeu um contato inicial de um representante do PAOK, time grego que é controlado por Savvidis.

O mandatário disse que o contato foi feito via WhatsApp, mas que por enquanto não houve qualquer conversa e garantiu que manterá os torcedores do clube informados em caso novos contatos.

De acordo com matéria publicada pelo portal Gazeta Esportiva, o bilionário estaria interessado em comprar um clube no país ou firmar uma parceria. Além do Fortaleza, o Paraná Clube aparece como outro alvo de Ivan, porém a ideia é que seja feito investimento em apenas um clube.

Considerado como um dos homens mais ricos do mundo, Ivan Savvidis assumiu em 2013 o controle do PAOK, da Grécia. A ideia seria investir em um clube brasileiro sanando dívidas e fazendo grandes contrações para obter lucro através de resultados e venda de jovens jogadores.

Giorgos Savvidis, filho e sócio de Ivan, é um apaixonado pelo futebol brasileiro e tem sido o grande incentivador do pai para fazer negócio no pais do futebol. O sucesso da parceira entre o Bragantino e a companhia de bebidas energética austríaca Red Bull, lhe fez se empolgar ainda mais com a ideia.

Eu também quero

Assim que saiu a notícia dando conta que o milionário Ivan Savvidis estaria interessado em adquirir um clube brasileiro, torcedores de alguns clubes do país invadiram as redes sociais do russo para pedir que seu time seja o escolhido.

Torcedores de Botafogo, Vasco, Cruzeiro e Paraná foram os que mais fizeram solicitações, mas destes, apenas o último foi citado como possível alvo dos investimentos estrangeiros. A tendência é que reuniões comecem a ser feitas a partir do próximo mês.

Com arma em campo

Dono do PAOK da Grécia, desde 2013, Ivan Savvidis protagonizou uma cena um tanto quanto polêmica em 2018, durante um jogo válido pelo campeonato nacional.

Após ver um gol marcado por seu time, contra o então líder AOK, anulado aos 45 minutos do segundo tempo, o russo se revoltou e invadiu o gramado com um revólver na cintura.

O fato provocou a paralisação do torneio por duas semanas e duras penas aos evolvidos. Savvidis foi suspenso de qualquer atividade esportiva por três anos e o PAOK perdeu três pontos na tabela de classificação, o que fez o time se distanciar mais ainda da briga pelo título.

Siga as suas paixões.
Fique atualizado.

Na atual temporada o PAOK ocupa a vice-liderança com 40 pontos ganhos, um ponto a menos que o líder Olympiakos. O time leva nove pontos de vantagem para o AEK, o terceiro colocado.

Não perca a nossa página no Facebook!