Conhecido no meio esportivo como “Cartolouco”, por fazer reportagens relacionadas ao fantasy Cartola, o jornalista Lucas Strabko revelou nesta segunda-feira (13), por meio de um vídeo gravado nas redes sociais, que não faz mais parte do Grupo Globo [VIDEO]. Recentemente ele havia sido afastado do "Globo Esporte" de São Paulo após aparecer fazendo guerra de álcool em gel durante um programa ao vivo que estava sendo apresentado no SporTV.

Em seu vídeo ele agradeceu a oportunidade de ter trabalhado na emissora e conhecido grandes nomes do jornalismo esportivo da casa, como Galvão Bueno, Luiz Roberto, Tiago Leifert e Felipe Andreoli.

A demissão foi anunciada tão logo ele retornou de suas férias.

“É real. Fui mesmo demitido. É a vida”, disse o jornalista de 25 anos ao portal UOL. Agora ele busca outro veículo para seguir sua carreira.

Comportamento influenciou na decisão

Ainda de acordo com o portal UOL, o comportamento do jornalista criou um desgaste nos bastidores e isso determinou seu desligamento.

Sua mais recente polêmica, e que rendeu um puxão de orelha da emissora, foi no final do mês passado, quando ele satirizou o que ficou conhecido como o “desafio do papel higiênico”, o qual os jogadores apareciam nas redes sociais fazendo embaixadas com um rolo de papel.

Na postagem, que foi posteriormente apagada, ele aparecia sentando em uma privada, seminu e se limpando com o papel.

O fato rendeu inclusive uma reunião entre ele e a direção da emissora, que pediu para que ele maneirasse nas brincadeiras. No dia seguinte a essa reunião ele entrou de férias e ao retornar nesta segunda foi comunicado de seu desligamento.

Guerra de álcool em gel ao vivo no SporTV

Após fazer reportagens descontraídas referentes ao fantasy Cartola, jogo os torcedores podem montar seus times com base no plantel real dos clubes da Série A do Campeonato Brasileiro, Lucas passou a integrar a equipe do Globo Esporte de São Paulo, onde ficou até o último mês de fevereiro.

E o trabalho dele vinha agradando ao público.

No entanto, ele acabou sendo afastado da atração após ele ser flagrado, durante uma entrada ao vivo de um programa do SporTV, que utiliza os mesmos estúdios, fazendo guerra de álcool em gel com um colega.

O flagra viralizou rapidamente nas redes sociais, mas pegou muito mal nos bastidores da emissora.

Após isso ele foi mandado de volta ao Rio de Janeiro, onde seguiu fazendo reportagens para o "Globo Esporte" daquele estado e não deu mais as caras na edição paulista.

Em 2018, o jornalista foi afastado do programa “É Gol”, do canal SporTV, após dizer na gravação de uma reportagem durante o jogo Ceará x Vasco, válida pelo Campeonato Brasileiro, que o Fortaleza “era pequenininho”.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!