O sorteio para definir o mando de campo da final do Campeonato Carioca 2020 foi realizado na manhã desta segunda-feira (6), na Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj). De acordo com o sorteio, o Fluminense terá o direito como mandante do clássico válido pela final da Taça Rio.

Como é o mandante da partida, o Fluminense escolheu o Maracanã como o estádio da grande final.

Em meio à pandemia do coronavírus e os imbróglios envolvendo os direitos de transmissão, bem como a briga entre Flamengo e Rede Globo, o confronto, por hora, não tem uma definição de como e onde será transmitido ao vivo para os torcedores.

Ferj entende que Globo deve fazer transmissão ao vivo

Segundo entende a Ferj, a partida entre Fluminense e Flamengo deve ser transmitido na emissora carioca, ao vivo na TV Globo. Isso é baseado em uma liminar obtida na Justiça na última sexta (3) que obrigaria a TV Globo transmitir as fases finais da Taça Rio, isso incluso a final entre Fla e Flu.

O corpo jurídico da emissora tenta recorrer à decisão e entende que o documento fala em "respeito aos contratos firmados", uma vez que a TV Globo não havia firmado um contrato formal com o Flamengo para a transmissão ao vivo no Campeonato Carioca.

Dessa forma, a Globo tenta conseguir o aval na Justiça referente ao impasse e sequer inclui a disputa da final em sua grade de programação.

Segundo a assessoria de imprensa do Fluminense, o Tricolor entrará em contato com a Rede Globo para saber as melhores formas de transmissão ao vivo ou não da partida contra o Flamengo.

Flamengo e Fluminense no Maracanã para final

O jornalista Mauro Cezar Pereira, da ESPN Brasil, reforçou os pontos positivos e negativos para o Flamengo de não ter sido sorteado como mandante da grande final da Taça Rio.

De acordo com a apuração do jornalista, a cúpula do Flamengo gostou e desgostou do resultado do sorteio da partida que será a grande final da Taça Rio, nesta quarta-feira (8), às 21h.

Segundo o jornalista, o lado positivo seria o fato de o Fluminense ter escolhido o Maracanã como o palco da final e não o Engenhão.

Contudo, ainda de acordo com Mauro Cezar, o fato de não ser o mandante da partida atrapalhou os planos do Rubro-Negro.

Isso porque, como mandante, segundo ordena a lei, o Flamengo poderia realizar uma transmissão ao vivo independente, como manda a nova MP 984, de 18 de junho, que permite que a equipe mandante decida como fazer a transmissão das suas partidas.

Siga a página Flamengo
Seguir
Siga a página Fluminense
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!