Nesta quarta-feira (14), os torcedores do Grêmio se depararam com a notícia da possibilidade da volta do volante Walace, campeão da Copa do Brasil em 2016, e atualmente na Udinese, ao tricolor gaúcho. A informação foi trazida pelo jornalista Ramiro Ruschel e, embora a diretoria não tenha manifestado o interesse público no jogador, um eventual retorno animou os torcedores.

Outra boa notícia que fez sorrir os torcedores gremistas foi o aceno da diretoria do Grêmio para a compra do lateral-direito colombiano Orejuela. Destaque do time na temporada, o lateral é um dos poucos nomes que se salvam de críticas na instável trajetória do Grêmio na temporada até aqui.

Apesar de duas boas notícias, uma terceira não poderia ser animadora. Trata-se do volante Diego Rosa, de apenas 18 anos, que deixa a equipe do Grêmio rumo à Europa. O jogador, tido como uma promessa da base, foi vendido ao Grupo City, que gerencia o Manchester City, da Inglaterra, como também vários outros clubes ao redor do mundo.

Walace e uma volta ao Grêmio

A notícia que invadiu as redes sociais na tarde desta quarta-feira davam conta de um possível retorno do volante Walace, formado no próprio Grêmio. Com poucas chances na Udinese atualmente, o jogador está distante do radar de Tite e uma volta ao Brasil não deve ser descartada, uma vez que Walace ainda não deslanchou no Velho Continente.

O atual presidente Romildo Bolzan Jr. já declarou que o clube busca um volante, um meio-campo e um centroavante para compor o grupo. Dentro das características buscadas, Walace poderia ser o volante ideal para a vaga em aberto no meio-campo do Tricolor.

Poderia, não fosse a saída conturbada do volante para o Hamburgo, da Alemanha, em 2017, que abalou, inclusive, o presidente Romildo, que pouco toca no nome do volante.

Orejuela deve permanecer no Grêmio

Contudo, um nome que é sempre mencionado com destaques pelo presidente é o de Orejuela. O lateral-direito se provou no empréstimo junto ao Cruzeiro e agora deve permanecer em definitivo no Grêmio. O valor atual é fixado em 3,5 milhões de euros (algo em torno de R$ 22,9 milhões).

"Podemos exercer a compra dos direitos econômicos dele. Vamos conversar com o Cruzeiro para ver como podemos avançar nessa situação", destacou Bolzan ao falar do jogador, elogiando a performance do colombiano com a camisa do Grêmio.

Grêmio vende joia, que lamenta falta de chances

Por fim, a saída de Diego Rosa já era anunciada. Vendido ao Grupo City por 7 milhões de euros, o jogador alcançou a maioridade e já pode viajar para assinar seu contrato profissional com uma equipe do exterior. "Eu sou muito grato ao Grêmio pela oportunidade", disse o jovem volante, embora destacou que seu sonho era, na realidade, atuar pelo profissional do clube.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!