Nesta quarta-feira (14), o Palmeiras sofreu sua terceira derrota consecutiva no Campeonato Brasileiro e demitiu o técnico Vanderlei Luxemburgo, após ser derrotado por 3 a 1 pelo Coritiba, em pleno Allianz Parque, na 16ª rodada.

Por ter sido superado em duelos com Botafogo e São Paulo, na semana passada, o elenco palmeirense entrou pressionado em campo, precisando dar uma resposta que surtisse resultado, porém a expectativa da diretoria do clube e da torcida não se confirmou, pelo contrário, os visitantes posicionados na zona de rebaixamento antes da disputa, controlaram as ações se recuperando do mau momento no torneio, deixando o Verdão em sétimo, com 22 pontos.

Agora o Coxa, treinado por Jorginho de Amorim Campos, saiu do grupo ameaçado à segunda divisão, chegando ao 16º lugar, com 16 pontos. Outro importante fator para continuidade da equipe na competição nacional foi a interrupção da série de quatro jogos sem ganhar: haviam sido batidos por Fluminense e Grêmio, fora de casa, e empatado no Couto Pereira, com São Paulo e Fortaleza.

Demissão de Vanderlei Luxemburgo

Mesmo apresentando marcas consideráveis à frente da Sociedade Esportiva Palmeiras, em 2020, ser campeão paulista em cima do Corinthians, em agosto, e ter a melhor campanha da fase de grupos da Copa Libertadores da América, até o momento, Vanderlei Luxemburgo não resistiu às críticas voltadas ao desempenho dos seus comandados, e foi desligado pelo presidente da agremiação, Maurício Galiotte.

O experiente profissional do Futebol, aos 68 anos idade, acumulou sua quinta passagem liderando a comissão técnica do Palmeiras, tornando-se o terceiro em número de partidas, 411 no total: foram 96 empates, 71 derrotas e 244 êxitos.

Nesta temporada o rendimento do técnico foi de 15 placares em igualdade, cinco duelos perdidos e 18 vitórias; antes da instabilidade atual, iniciada com o Botafogo, no dia sete de outubro, seu time estava há 20 enfrentamentos sem ser superado, dos quais levou a melhor em dez oportunidades.

Sede do clube pichada

Durante a noite, após o jogo, torcedores picharam a sede do alviverde em claro sinal de descontentamento pela má fase no Brasileirão. O setor escolhido para exporem a insatisfação foi o das bilheterias do Allianz Parque, entretanto, antes do dia amanhecer as frases escritas no muro haviam sido apagadas por funcionários da instituição esportiva, através de novas pinturas; além disso, a polícia foi contatada para evitar outras possíveis infrações no local.

Gols do encontro

O Coxa largou na frente do placar, em boa trama realizada no lado direito do ataque, Giovanni Augusto gingou encarando a marcação de Lucas Esteves e cruzou na medida para Robson dos Santos Fernandes chutar de primeira, 1 a 0, aos 7 minutos da etapa inicial.

Exercendo o controle das ações ofensivas, os visitantes ampliaram a diferença em mais uma bela finalização de Robson, desta vez de fora da área, ele dominou o passe de Matheus Galdezani, e bateu forte no ângulo, 2 a 0, aos 23’, esse foi o sexto gol do atacante no campeonato.

Responsáveis por grandes momentos dos donos da casa neste ano, Patrick de Paula e Gabriel Veron, criaram o lance que terminou em bola na rede. Com visão apurada, Patrick deu um toque por cima da zaga coritibana, encontrando Gabriel sozinho, o camisa 27 dominou no peito e arrematou no canto, na saída do goleiro Wilson, 2 a 1, aos 37’.

Posteriormente ao intervalo, o Coxa-Branca seguiu buscando o ataque sem se limitar a defender as investidas do rival paulista, o terceiro gol veio dos pés da dupla Robson e Giovanni Augusto, porém o artilheiro deu a assistência para o armador completar, 3 a 1, aos 19’.

Escalações

  • Palmeiras- Weverton, Marcos Rocha, Felipe Melo, Renan Victor, Lucas Esteves, Patrick de Paula, Gabriel Menino, Zé Rafael, Gabriel Veron, Gustavo Scarpa e Luiz Adriano.
  • Coritiba- Wilson, Natanel, Henrique Vermudt, José Sabino, William Matheus, Matheus Galdezani, Hugo Moura, Yan Sasse, Robson, Giovanni Augusto e Rodrigo Muniz.

Próximos compromissos

  • Fortaleza e Palmeiras, no domingo (18), às 20h30 (de Brasília), na Arena Castelão.
  • Coritiba e Santos, no sábado (17), às 19h (de Brasília), no Estádio Couto Pereira.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Palmeiras
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!