Após mais uma goleada sofrida, dessa vez para o Atlético Mineiro, por 4 a 0, Domènec Torrent não é mais o técnico do Flamengo. O espanhol já vinha balançando no cargo pela instabilidade dos resultados e a desconfiança por parte dos dirigentes em seu trabalho durante toda sua passagem e ainda mais pelas frequentes goleadas sofridas pelo rubro negro.

Dome foi contratado pelo Flamengo no final de julho e tinha a difícil missão de substituir o técnico português Jorge Jesus, que deixou o clube para voltar a seu país natal para assumir o Benfica. Desde a sua estreia, foram 26 jogos, sendo quinze vitórias, cinco empates e seis derrotas, que totalizam um aproveitamento de 63,8% com 42 gols feitos e 36 tomados.

Apesar dos números não serem ruins, o que pesou para o ex-auxiliar de Pep Guardiola foram as goleadas sofridas e, consequentemente, o grande número de gols tomados, principalmente contra o São Paulo e agora para o Galo. Em ambas, caso vencesse, o time da gávea assumiria a primeira colocação do Brasileirão.

Situação nas competições

O Flamengo ocupa a terceira colocação no campeonato brasileiro, com a mesma pontuação do Atlético-MG, segundo colocado, e um atrás do líder Internacional. Nas competições mata-mata, a equipe está classificada para as oitavas de final da Copa Libertadores e enfrentará o Racing, da Argentina, e na Copa do Brasil enfrenta o São Paulo nas quartas de final.

Desde quando chegou ao clube, Domènec Torrent não teve vida fácil e era constantemente questionado pelo fato de não possuir trabalhos expressivos em grandes clubes.

Antes de assumir o Flamengo, o espanhol era comandante do New York City FC, clube norte-americano que foi seu primeiro clube como técnico depois de deixar o cargo de auxiliar técnico de Pep Guardiola, sendo este fato o que muitos acreditam ter credenciado o mesmo a ter uma oportunidade de dirigir a equipe carioca.

Novo treinador

Agora sem técnico, o clube da gávea inicia a busca de um novo treinador, tendo Rogério Ceni como nome forte para assumir o comando da equipe.

Marcos Braz, dirigente do Flamengo, tenta convencê-lo a deixar o clube cearense por ser a melhor oportunidade para sua carreira no momento. O ex-goleiro teme mais uma frustração de troca de clubes durante a temporada, a exemplo do ano passado, quando trocou o Fortaleza pelo Cruzeiro, além de querer cumprir o contrato até o término.

As conversas com Rogério Ceni se iniciaram no começo da manhã desta segunda-feira (9) e a proposta foi bem vista. Agora fica a dúvida entre honrar o contrato até o final do ano com o clube em que vem fazendo um ótimo trabalho ou repetir o que foi feito no ano passado e assumir um time no meio de uma temporada conturbada.

Caso Ceni não aceite a proposta, o Flamengo [VIDEO] tem outros nomes como opção, porém, o atual técnico do Fortaleza é o grande favorito para assumir a posição deixada por Domènec. As informações, vale destacar, são do jornalista Mauro Cezar Pereira, em sua coluna publicada no UOL.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Flamengo
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!