O Grêmio se organizou financeiramente nos últimos anos. Com um projeto de austeridade e investimento direto na base do clube, o Tricolor vinha ajustando as contas fora de campo e, dentro dele, apostando em valores que no futuro pudesse render dinheiro aos cofres do clube, como de fato aconteceu.

Com a possibilidade de pagar salários melhores dentro do elenco, o Grêmio investiu. Fez valer a possibilidade de gastar um pouco a mais para entregar vencimentos atrativos a alguns jogadores do elenco. Contudo, vários destes altos salários, no final das contas, não foram condizentes às atuações no campo, e o Grêmio ficou com um empecilho para futuras contratações.

Contratações no Grêmio também dependem de negociações internas

Com uma folha de pagamento que gira em torno dos R$ 12 milhões, o Grêmio precisará negociar peças do próprio elenco antes de pensar em contratações. Entretanto, o clube vive dois problemas: 1) paga muito bem a alguns atletas, o que dificultaria alocá-los em algum outro clube; 2) a crise no Futebol brasileiro impede clubes de fazerem loucuras por outros jogadores.

Portanto, Vanderlei, Paulo Victor, Victor Ferraz, David Braz, Paulo Miranda e Éverton Cardoso são jogadores que precisariam deixar o elenco para a chegada de novos nomes. Com altos salários, o sexteto não correspondeu em campo e são colocados como uma lista de negociáveis do Grêmio, a fim de que o clube consiga aliviar a sua folha salarial e trazer novos nomes para reforçar o grupo de jogadores.

Jean Pyerre pode servir como moeda no Grêmio

Em má fase no Grêmio, Jean Pyerre oscila constantemente entre os profissionais desde que saiu das categorias de base. Dono de um talento ímpar, o jogador é recorrentemente elogiado pelo presidente Romildo Bolzan, que não esconde a admiração pelo jogador. “Não tem [problema com o Renato Portaluppi], o treinador escala, e o Renato deu varias oportunidades para o Jean Pyerre.

Quem pode resolver o problema do Jean Pyerre é ele próprio”, garantiu Romildo, em entrevista a Rádio Bandeirantes.

Pensando no bem-estar do jogador, o Grêmio estaria cogitando uma negociação do meio-campista. O presidente Romildo, porém, garantiu que não há qualquer proposta pelo jogador atualmente e que espera do atleta a volta por cima e atuações brilhantes, tal como já demonstrou.

Entretanto, segundo o próprio presidente, tudo depende do próprio Jean Pyerre.

Segundo o jornalista César Cidade Dias, alguns clubes estariam interessados no jovem gremista, sendo possível um contrato de empréstimo, com a esperança de que Jean reverta a situação atual e volte a atuar em alto nível novamente.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!