O Grêmio descartou oficialmente a contratação de Rafael Carioca após o Tigres, atual equipe do volante de 31 anos, recusar as duas propostas feitas pelo Tricolor ao jogador. A pedida de US$ 5 milhões (cerca de R$ 28 milhões) não foi reduzida, e o Grêmio saiu oficialmente da negociação pelo jogador formado em suas categorias de base.

A recusa do Tigres fez o Grêmio retornar ao marcado da bola atrás de um volante para a posição. O diagnóstico da temporada de 2020 foi bastante claro: faltou o camisa 5 para resguardar a defesa, um dos pontos mais preocupantes da equipe ao longo de todo o ano.

Agora, o Grêmio já tem nomes em pauta, que, embora também sejam complexos, podem ser mais fáceis de negociar do que Rafael Carioca. Segundo informações de João Batista Filho, em seu canal no YouTube, os nomes seriam de Cuéllar, ex-Flamengo, e Jailson, ex-Grêmio.

Cuéllar é mais barato para o Grêmio

O volante colombiano de 28 anos é um nome desejado no Grêmio há alguns anos. Atualmente no Al-Hilal, da Arábia Saudita, Cuéllar teria uma vinda "facilitada", por assim dizer, caso o Grêmio pagasse a multa rescisória do jogador junto aos Árabes, que estaria na casa dos US$ 3 ou até US$ 4 milhões.

Contudo, há um entrave envolvendo o jogador. Isso porque o Al-Hilal está disputando a reta final do Campeonato Saudita.

Atualmente a equipe é líder com 45 pontos, mas é seguida de perto por Al-Shabab, com 45, e Al-Ittihad, com 41. Os dirigentes do clube até aceitaram abrir conversas pelo jogador, mas foram firmes ao dizer que apenas após a disputa do campeonato.

O lado ruim para o Grêmio é que a janela de transferências internacionais para a chegada de novos jogadores fecha no dia 23 de maio, enquanto que a última rodada do Campeonato Saudita será no dia 30 de maio.

Ou seja, antes do final do mês de maio a equipe do Al-Hilal não liberará o volante colombiano por conta dos compromissos no campeonato local.

Outro grande problema envolve o salário de Cuéllar, que estaria na casa dos US$ 200 mil (1,1 milhão) por mês. O Grêmio tentará negociar este valor, uma vez que seria o maior salário do elenco Tricolor caso os vencimentos se mantivessem.

Jailson pode retornar ao Grêmio

A situação de Jailson é complicada, assim como a de Cuéllar, mas pode ter um final facilitado. Isso porque atualmente o volante atua no Dalian Pro, da China, que já encerrou a temporada. O início do campeonato chinês está marcado para abril, mas pelo agravamento da pandemia, Jailson e vários outros jogadores brasileiros estão impedidos de entrar no país.

Atualmente o epicentro da pandemia do coronavírus, o impedimento da entrada de Jailson na China poderia facilitar uma negociação de empréstimo do Grêmio junto ao Dalian, até para que o volante mantivesse o condicionamento físico em meio à temporada.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!