O Grêmio foi derrotado por 2 a 1 diante do Independiente del Valle, em partida válida pelo jogo de ida da fase 3 da Libertadores 2021. A equipe do técnico Renato Portaluppi sofreu com a pressão imposta pela equipe equatoriana, que conseguiu virar o jogo em apenas 10 minutos e sai com a vantagem no confronto.

A partida foi realizada no Paraguai, no estádio Defensores del Chaco, em função das proibições impostas pelo governo equatoriano por conta de um princípio de surto de Covid-19 no elenco gremista. A direção do clube gaúcho pediu por isonomia a Conmebol, que atendeu o pedido e transferiu o jogo para o Paraguai.

Grêmio oscila na partida e sucumbe ao Del Valle

O Grêmio começou o jogo marcando pressão, evitando a troca de passes pelo meio e garantindo que o Del Valle só conseguisse avançar pelos flancos do campo. Com a pressão imposta, o Grêmio conseguiu jogadas ofensivas nos primeiros 10 minutos de jogo.

Em uma falta despretenciosa sofrida por Piñares na lateral do campo, Alisson cobrou na cabeça de Diego Souza, que testou para o gol. Era 1 a 0 para a equipe do Grêmio, que conseguiu impor seu estilo e anular as ações dos bem organizados equatorianos, ao menos por 20 minutos.

Depois do gol, o Grêmio decidiu retrair suas linhas e chamou o Del Valle para o seu campo. Com o Grêmio recuado e sem saída, o Del Valle sobrecarregou o meio-campo tricolor e conseguiu ao menos duas infiltrações pelo meio, após desatenções da dupla Matheus Henrique e Lucas Silva, como também de Rodrigues e Diogo Barbosa.

A melhor jogada do Del Valle no primeiro tempo, inclusive, saiu em uma troca de passes rápida, com Brenno salvando após desvio de Ortiz em um cruzamento vindo da lateral-esquerda equatoriana.

Grêmio tem segundo tempo de resistência

O segundo tempo iniciou assim como terminou o primeiro. Os equatorianos faziam pressão e o Grêmio sucumbiu ao ataque equatoriano.

A troca de Pinares por Darlan recuou ainda mais o Grêmio, que caiu na boa troca de passes dos equatorianos e empatou o jogo em bela trama ofensiva.

Logo depois, um passe em falso de Alisson no campo de defesa possibilitou um ataque fulminante do Del Valle. O zagueiro Ruan, que já tinha cartão amarelo, tentou a interceptação e acabou atingindo apenas o atacante da equipe do Equador.

Era pênalti para o Del Valle, que rapidamente foi convertido por Faravelli, que também anotou o primeiro gol.

A partir da expulsão do zagueiro, o Grêmio se entregou à defesa e decidiu evitar um desastre para chegar vivo em Porto Alegre. Contudo, os equatorianos criaram pouco após o segundo gol. O Grêmio enrolou a partida e, apesar da má atuação no segundo tempo, volta vivo para Porto Alegre, embora o resultado mais justo fosse uma diferença de dois, três ou quatro gols para a equipe do Del Valle.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Siga a página Opinião
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!