O Grêmio vencer o Lanús no estádio La Fortaleza, em Buenos Aires, por 2 a 1 na última quinta-feira (29), em confronto válido pela Copa Sul-Americana. Para além de várias coincidências que remetem a 2017, quando o clube ergueu sua terceira Copa Libertadores, um trabalho consolidado se mostra valoroso no Tricolor.

A dinastia de pontas-esquerdas parece conhecer um novo rei pelo lado esquerdo. No lugar onde habitou Pedro Rocha, viu o sucesso de Everton Cebolinha, a sucessão de Pepê e agora o deleite com a velocidade e o drible de Ferreirinha.

O que os três têm em comum?

Oriundos da base Tricolor que foram assumindo o protagonismo e sendo preparados para este específico momento; o momento em que seriam exigidos e, não surpreendentemente, corresponderiam à altura.

Ferreirinha é o destaque do Grêmio em 2021

Se o Grêmio tem um ponto destoante no elenco de 2021, este alguém é Ferreira. Rápido, driblador e perigoso na ponta-esquerda, o jogador evoluiu ao ponto de aprender a jogar sem a bola, fechar os espaços e garantir que o lateral-direito do time adversário não suba de jeito algum.

O resultado é um jogador participativo que corre a todo o momento de ponta a ponta do campo. No confronto diante do Lanús mostrou essa voluntariedade, fechando o lateral e garantindo o suporte defensivo a Bruno Cortez.

Não obstante, foi de suma importância na frente. O passe para o primeiro gol do Grêmio, anotado por Léo Pereira, veio justamente de uma arrancada de Ferreira, que deixou a marcação para trás e avançou em velocidade.

No segundo gol, uma infiltração pelo meio, aparecendo livre, quase na marca do pênalti, para marcar o segundo gol do Grêmio, que assegurou a vitória e a possível classificação do clube à próxima fase da Copa Sul-Americana.

Grêmio já prepara nova safra para o ataque

O Grêmio já tem a consciência que Ferreira não deve permanecer muito mais tempo na equipe. Com uma multa de 8 milhões de euros, o jogador já é cobiçado em times europeus. Portanto, o Tricolor já trabalha pensando em um substituto caseiro para suprir a eventual carência do jogador no futuro próximo.

Léo Chú (20 anos)

Léo Chú é, provavelmente, o próximo sucessor. Com velocidade, o destaque do Ceará em 2020 deve ganhar mais chances no Grêmio ao longo dos próximos meses, sendo o favorito a ocupar a vaga de Ferreira em uma eventual saída.

Elias Manoel (19 anos)

Forte, rápido e finalizador, Elias é um dos grandes destaques da base do Grêmio nos últimos anos. Visto como uma joia, o jogador já ganhou algumas chances em 2021, mas ainda deve ser lapidado.

Léo Fenga (19 anos)

Rápido e muito parecido com Ferreira, Léo Fenga já é preparado como um possível sucessor ao atual titular do profissional. Com ótimo drible, Fenga é um nome a ser lapidado e deve ganhar chance nos próximos meses.

Thayllon (19 anos)

Thayllon chegou do São José e encantou pelo seu drible e velocidade.

Apesar de ter jogado pouco pelo Grêmio, o jogador já tem vivência no profissional, quando atuou pelo Zequinha. É um nome que pode atuar em todas as faixas ofensivas do campo.

Nathan Fernandes (16 anos)

Uma das maiores promessas do Grêmio dos últimos anos, Nathan é um dos grandes destaques da base pela sua facilidade no drible e poderio de finalização. Com apenas 16 anos, é preparado para assumir o protagonismo do time titular nos próximos anos.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!