O Grêmio ficará pouco tempo em solo equatoriano e sequer entrará em campo para encarar o Independiente Del Valle, pelo jogo de ida da terceira fase preliminar da Copa Libertadores da América. O jogo estava marcado para esta quarta-feira (7), em Quito, mas foi transferido para a próxima sexta-feira (9) e será disputado no Paraguai.

Toda essa reviravolta começou logo na chegada da delegação gremista ao Equador. Após nova rodada de testagem, realizada já no hotel na noite de segunda-feira (6), foi constatado que os jogadores Paulo Victor e Vanderson testaram positivo para a Covid-19.

Com isso, o Comitê de Operações de Emergência (COE) nacional não autorizou que a delegação brasileira deixasse o hotel para treinar e determinou a suspensão da partida. A intenção das autoridades locais era evitar que a variante brasileira circulasse pelo país.

Por conta do impedimento do Grêmio em treinar na véspera da partida, a Conmebol determinou a transferência da partida para o estádio Defensores Del Chaco, na capital do Paraguai. O confronto vale uma vaga na fase de grupos da competição.

Presidente elogia mudança da partida

O presidente do Grêmio, Romildo Bolzan, classificou a decisão da Conmebol em mudar o dia e o local da partida como acertada. “Uma medida prudente, inteligente e desportiva para organizar o equilíbrio da partida”, elogiou o mandatário.

O elenco gremista viajaria ainda nesta quarta-feira para Assunção.

O regulamento de competições da Confederação Sul-Americana já prevê que em casos positivos, tenha que haver o isolamento dos infectados e a sequência das atividades ocorra após nova testagem negativa. O regulamento também prevê um cenário ao qual o time da casa não possa mandar seu jogo.

Na fase anterior, o Grêmio jogou fora de casa contra o Ayacucho justamente em Quito, porque o Peru não estava recebendo brasileiros.

A mudança na tabela também impactou o calendário do time no Campeonato Gaúcho. O jogo contra o Caxias, que válido pela primeira rodada e que já havia sido adiado, estava marcado para este sábado (10) e terá que ser novamente reagendado.

Positivados retornarão ao Brasil na quinta-feira

Os jogadores que testaram positivo retornarão ao Brasil nesta quinta-feira, onde iniciam isolamento social. Eles serão trazidos em um voo fretado, o qual terá todos os cuidados sanitários necessários. “Os jogadores isolados voltarão em aeronave privada (..) isso deve ocorrer na quinta-feira”, disse o CEO Carlos Amodeo.

Os casos positivos começaram a preocupar o Grêmio antes mesmo da viagem ao Equador. Na manhã de segunda-feira, o técnico Renato Gaúcho testou positivo e não acompanhou o grupo para o jogo.

Siga a página Futebol
Seguir
Siga a página Grêmio
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!