Acima de qualquer suspeita. Assim era a professora Jessie Lorene Goline, de 25 anos, moradora do Arkansas (EUA). Uma americana considerada dentro dos padrões normais para a sociedade americana [VIDEO], vivendo ao lado do marido e lecionando artes na Escola Marked Tree High School e levando uma vida pacata. Porém a verdade veio à tona na última quarta-feira (20) quando ela foi presa acusada de abuso sexual em primeiro grau.

Segundo o pai de um dos adolescentes que manteve relações sexuais com a professora, ela havia se envolvido com mais três alunos, além de seu filho.

Não perca as atualizações mais recentes Siga o Canal Curiosidades

Sabendo disso, não pensou duas vezes antes de denunciar a professora de artes para a polícia. Ao ser interrogado, o menor contou tudo sobre os abusos e ainda revelou a tática que a professora usava para poder se aproximar dele.

Ela, embora casada, enviava mensagens com conotação sexual e cada vez mais picantes para o aluno. "Você é muito jovem. Quero ir para a cama com você", dizia uma das mensagens.

Após o envio das mensagens, a professora pediu que o adolescente fosse ao seu apartamento e acabaram mantendo relações sexuais. Essa é apenas uma das revelações, porque segundo o jornal local ArkansasOnline, Jessie Lorene Goline ainda é acusada de transar com mais três adolescentes que estudavam na escola onde ela trabalhava. Um deles estudava em outra escola e a polícia não revelou suas identidades por questões legais. Um dos estudantes disse à polícia que a professora enviou fotos de calcinha, além de convencer dois deles de irem para sua casa no mesmo dia.

Embora tenha conseguido recuperar a liberdade, o pior ainda pode acontecer.

A professora conseguiu ser solta após pagar uma fiança no valor de 15 mil, mas a justiça já se adiantou e marcou seu julgamento para o dia 31 de outubro, o Dia das Bruxas nos Estados Unidos. Caso seja condenada, a docente poderá pegar de dez a 40 anos de cadeia. Mas dependendo da condenação a professora pode pegar até mesmo prisão perpétua. Quando o escândalo envolvendo a professora e os alunos foi revelado, Jessie recebeu xingamentos e insultos nas redes sociais e precisou deletar sua conta no Facebook.

Traído, marido de professora, demonstra solidariedade a ela em julgamento

Outra professora também está encrencada com a justiça por se envolver sexualmente com alunos. A americana Lindsey Jarvis, de 27 anos, moradora de Lexington, na Geórgia, foi acusada de ir pra cama com um aluno. A polícia conseguiu encontrar provas do relacionamento extraconjugal da professora com o garoto, que também não teve nome e idade revelados. As mensagens trocadas com ele no celular são claras, segundo a polícia. Lindsey foi presa e levada a julgamento. A professora foi demitida da escola, mas teve o apoio do marido, que inclusive a acompanhou ao tribunal.