Muitas pessoas ficaram surpresas com o escândalo em Londres no Reino Unido que envolve uma professora de 23 anos e um garoto de apenas 15. A professora Alice McBrearty se envolveu sexualmente com o garoto e tudo foi descoberto pela polícia. McBrearty foi julgada e condenada a 1 ano e 4 meses de prisão por abuso.

Professora chora durante julgamento

Durante praticamente toda a audiência, Alice chorou copiosamente. Foi durante o depoimento que a professora admitiu que realmente manteve relações intimas com o adolescente. De acordo com o depoimento, ela adicionou o garoto em uma rede social e em seguida eles trocaram número de telefone.

Por questões legais, o nome do adolescente não pode ser revelado.

Promotor acusa a professora de ter mantido relações íntimas com o garoto em sua própria casa

De acordo com as acusações do promotor, primeiro Alice convidou o garoto para ir ao parque e sem seguida o levou para comer alguma coisa. O promotor também afirmou que o primeiro encontro em que os dois tiveram relações íntimas aconteceu um mês depois do primeiro encontro e o local escolhido foi a própria casa de Alice. A primeira relação íntima da professora e seu aluno aconteceu exatamente no mês de fevereiro e desde então eles se encontravam as escondidas.

As relações íntimas também aconteciam no colégio em que a professora trabalhava

Segundo informações do tabloide “Daily Mail”, a mulher, de 23 anos, beijava e mantinha relações íntimas com o garoto até mesmo na sala de aula.

O tabloide ainda diz que os dois foram a um hotel Ibis.

Pai do garoto descobre tudo e denuncia para a polícia

Foi o pai do garoto que descobriu tudo. Ele viu as mensagens comprometedoras no celular do próprio filho. Foi então que ele percebeu que as mensagens eram enviadas pela professora. Nesse momento, ele decidiu denunciar o caso para as autoridades responsáveis.

Enna Shafton, advogada de defesa, diz que Alice odiava seu emprego

A advogada responsável por defender a professora afirmou que MCBrearty não gostava do seu atual emprego, por conta disso, ao invés de conversar com os amigos de profissão, ela optava por conversar com seus alunos. A advogada ainda disse que Alice é uma mulher de família, tem diploma universitário e é muito batalhadora.

A sentença da juíza Sheelag Canavan

Após analisar o caso cuidadosamente, a juíza proferiu sua sentença. Em seu entendimento a atitude da mulher foi totalmente desrespeitosa por se tratar de um garoto de apenas 15 anos. A juíza condenou Alice por sete acusações de atividade sexual com o menor de idade.

Lembre-se deixar o seu comentário. Sua opinião é muito importante para a nossa equipe e sempre ajuda no diálogo.

Não perca a nossa página no Facebook!