Uma professora britânica chamada Alice Mc Breaty, de 23 anos, foi condenada a 16 meses de prisão por abuso, após se envolver com um estudante de 15 anos e os detalhes serem revelados [VIDEO].

O caso aconteceu em Londres, capital da Inglaterra. Durante a audiência que a condenou, a professora chorou bastante e admitiu ter tido um caso com o aluno menor de idade.

Início

Alice adicionou o aluno, cuja identidade não foi revelada, em uma rede social. Na sequência, eles trocaram telefone. Durante o julgamento, o promotor do caso afirmou que o garoto se sentiu especial e que primeiro eles saíram para o parque e depois foram comer.

Um mês depois, aconteceu o primeiro encontro sexual entre a professora e o aluno, em fevereiro deste ano. Os dois se encontraram às escondidas durante quatro meses.

De acordo com o Daily Mail, professora e aluno mantiveram relações sexuais na sala de aula, na casa dela, no carro e na casa dos pais do garoto. Além de terem ido também a um hotel. Quando o caso se espalhou, Alice se desligou da escola onde trabalhava.

Denúncia e defesa

O escândalo foi divulgado depois que o pai do adolescente viu mensagens comprometedoras da professora no celular do filho e procurou a polícia para denunciá-la, preocupado com a integridade física e emocional do menor de idade.

O inacreditável da situação foi a defesa de Alice. A advogada Emma Shafton afirmou que a professora se aproximou do estudante porque detestava o emprego e não socializava com os colegas de profissão.

A defesa não obteve êxito em sua missão e a juíza Sheelagh Canavan considerou o caso desrespeitoso. Além disso, o aluno é menor de idade, o que configura crime. Para a magistrada, Alice, ao invés de ajudar o estudante a tomar as decisões corretas, o ajudou a fazer escolhas erradas.

O veredicto foi finalizado com a pena imposta de um ano e quatro meses de cadeia a Alice Mc Breaty. Ela foi culpada de sete acusações de atividade sexual com menor enquanto estava em uma posição de confiança, a de professora.

Problemas

O aluno e a professora tinham apenas oito anos de diferença. O Relacionamento seria normal se ela tivesse 30 e ele 22, por exemplo, mas quando a situação envolve um menor de idade tudo se complica.

O envolvimento pode trazer ao garoto consequências em sua formação. Mesmo que a prática com menores de idade não fosse crime, ela seria condenada por traumas psicológicos porque pode causar problemas no menor envolvido na situação.