Uma mãe passou por um momento de desespero no último dia 7 de agosto, após dar uva para a filha comer. Laura Lou Chambers, moradora do Reino Unido, fez um desabafo no seu Facebook contando o que aconteceu com a filha Olívia, de 4 anos, e alertou os pais para que não deem uvas sem partir para as crianças.

Em seu relato a mãe conta que a filha quase morreu e que tudo era culpa dela. Laura disse que fez um lanche para os filhos, Olívia e Oscar, contendo uvas e cereais secos. Segundo ela, desde que tinha ouvido falar de uma criança que morreu engasgada com uva, essa era a primeira vez que não cortava a fruta ao meio para a filha.

De acordo com a mulher, como a filha já tem quase 5 anos e nunca foi de engasgar com alimentos e ela estava correndo para limpar a casa, achou que não tinha problema. Ela conta que a menina pegou o lanche e subiu as escadas para continuar brincando com o irmão e ela continuou usando o aspirador de pó.

Laura conta que felizmente tinha desligado o aparelho quando ouviu no topo das escadas a filha se engasgar e logo entendeu o que tinha acontecido. Laura desabafa dizendo que correu para socorrer a filha e que a criança não conseguia respirar, pois a uva tinha ido para a parte de trás da garganta da menina e ficado presa.

Socorro à menina

Laura conta que virou a filha e bateu fortemente em suas costas tentando fazer com que a uva saísse, mas não conseguiu. Segundo ela, a filha a olhava nos olhos e seus lábios já estavam ficando roxos, pois ela não estava conseguindo respirar.

De acordo com a mãe, Jamie finalmente conseguiu fazer uma manobra na criança fazendo com que a uva saísse de sua garganta e voasse pela sala da família. Laura disse que no momento da postagem estava deitada olhando para a filha dormindo.

Laura disse que chorou a noite toda e que seu coração doía enquanto olhava para a menina com as marcas de unha em seu peito.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Maternidade

Marcas essas que foram causadas por ela no momento em que buscava desesperadamente fazer com que a filha conseguisse respirar.

Laura pede por favor que seu relato seja um lembrete para os outros pais não deem uva sem cortar para os filhos pequenos. Segundo ela, sua vida poderia ter mudado para sempre na noite anterior e tudo por um descuido dela. Você pode conferir o relato dessa mãe abaixo.

A publicação e o alerta feito por Laura já teve mais de 57 mil compartilhamentos e mais de 12 mil comentários.

Muitas pessoas se solidarizaram com a experiência da mulher e disseram que estavam felizes de estar tudo bem com a menina.

Muitas pessoas também disseram que a partir daquele momento não mais dariam uvas inteiras para os filhos e que fariam questão de seguir o apelo da mulher e partir a uva ao meio.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo