O mundo das notícias é complexo, e histórias e imagens falsas costumam ser amplamente compartilhadas nas redes sociais. A equipe editorial da Blasting News identifica as informações enganosas e as fraudes mais populares toda semana para ajudá-lo a entender o que é verdade e o que é mentira. Aqui estão alguns dos boatos falsos mais compartilhados da semana.

EUA

Alegação: Vacinas da Covid-19 são feitas com tecidos de fetos humanos abortados e são sistemas operacionais projetados para reprogramar humanos

Fatos: Nas últimas semanas, várias postagens foram sinalizadas pelo Facebook, alegando que as vacinas da Covid-19 contêm tecidos fetais e são sistemas operacionais.

Verdade: Ambas as afirmações são falsas.

  • Algumas vacinas, como as que protegem contra rubéola e catapora, são de fato produzidas usando linhagens celulares descendentes de dois fetos abortados na década de 1960, de acordo com um artigo de janeiro de 2017 na revista Science. No entanto, nenhuma célula fetal adicional é necessária para a produção da vacina e nenhum tecido fetal está presente nessas vacinas.
  • Como relata a Reuters, “essas novas vacinas são projetadas para criar uma resposta imune contra o vírus SARS-CoV-2, que causa a doença Covid-19”, mas elas não são capazes de mudar o DNA e assim “reprogramar” humanos.

EUA

Alegação: Bill Gates quer usar OGMs em vacinas para crianças

Fatos: Um vídeo foi compartilhado nas redes sociais junto da alegação que Bill Gates quer injetar organismos geneticamente modificados (OGMs) em crianças.

“Organismos geneticamente modificados, e nós os injetamos nos braços das crianças pequenas”, teria dito Gates em um vídeo.

Verdade: O vídeo é falso e a fala de Gates foi adulterada. Na verdade, Gates endossou os OGMs em um discurso realizado em 2015, em Bruxelas. Para apoiar sua tese, o filantropo fez uma analogia com medicamentos que, como os OGMs, têm testes e verificações para garantir que são seguros.

Na ocasião, Gates também acrescentou que os OGMs prometem “resolver problemas de nutrição, problemas de produtividade, problemas de doenças de plantações para os agricultores africanos”.

EUA

Alegação: Coca-Cola lançou nova lata com a frase "tente ser menos branco"

Fatos: Vários posts compartilhados nas redes sociais mostraram uma imagem de uma lata de Coca-Cola com a frase “tente ser menos branco”.

Verdade: Como relata o site Snopes, esta afirmação é falsa. Uma busca reversa na internet mostra que a imagem original foi publicada em 2014 no arquivo da Shutterstock. Esta semana a Coca-Cola foi acusada de obrigar seus funcionários a assistirem a um workshop no qual um dos slides da apresentação mostrava a frase “tente ser menos branco”. Na realidade, como o Snopes ressalta, “o curso antirracismo era real, mas era improvável que a Coca-Cola obrigasse seus funcionários a assisti-lo, e a empresa negou explicitamente ter feito isso”.

EUA

Alegação: Nostradamus previu que "um homem fraco governará o mundo ocidental com uma jezabel"

Fatos: Uma imagem viral compartilhada centenas de vezes no Facebook afirma que o astrólogo francês do século 16 Nostradamus escreveu: “Uma praga cairá sobre o mundo.

Depois, um homem fraco governará o mundo ocidental com uma jezabel. O povo será prejudicado e subjugado por um governante tolo. A grande águia sofrerá e cairá”. A postagem inclui uma foto do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e de sua vice, Kamala Harris.

Verdade: Como diferentes agências de checagem de fatos ressaltaram, não há evidências de que Nostradamus escreveu a citação compartilhada no Facebook. Na verdade, a citação não pode ser encontrada em suas obras.

Reino Unido

Alegação: Governo britânico impediu instituto nacional de estatísticas de publicar dados sobre efeitos colaterais da vacina da Covid-19

Fatos: Publicações compartilhadas no Facebook e no Twitter alegam que o governo britânico impediu o instituto nacional de estatísticas (ONS, na sigla em inglês) de publicar os dados sobre quantas pessoas sofrearam efeitos colaterais após receberem a vacina contra a Covid-19.

“Se tudo está como deve ser, por que nosso governo reteria esta informação crucial”, questionam alguns dos posts.

Verdade: Em e-mail à Reuters, o ONS disse: “o ONS tem desenvolvido planos para monitorar a eficácia da vacinação em massa. É provável que isso inclua a análise dos fluxos de dados existentes e perguntas adicionais de pesquisa. Quando estivermos satisfeitos com a qualidade e robustez de nossas descobertas, estas serão tornadas públicas da maneira usual e de acordo com o Código de Prática de Estatísticas do Reino Unido”. Também à Reuters, o Departamento de Saúde e Assistência Social britânico apontou que relatórios regulares sobre as vacinas têm sido publicados pela Agência Reguladora de Medicamentos e Produtos de Saúde (MHRA, na sigla em inglês).

Coreia do Sul

Alegação: Polícia italiana "prendeu dezenas de cardeais pedófilos" no Vaticano

Fatos: Publicações compartilhadas no Facebook alegam que uma operação realizada pela polícia italiana prendeu dezenas de cardeais pedófilos no Vaticano. Alguns dos posts compartilham um artigo publicado no site coreano UN News que, entre outras coisas, afirma: “O parlamento italiano votou de forma esmagadora pela fusão da Cidade do Vaticano com a cidade de Roma, efetivamente encerrando o reinado do catolicismo sobre a cidade-estado”.

Verdade: Segundo informações da agência AFP, a alegação é falsa. Não há nenhum registro de uma operação da polícia italiana para a prisão de cardeais pedófilos no Vaticano.

A alegação falsa parece ter surgido após o site satírico Laughing in Disbelief ter publicado em janeiro de 2019 um artigo com a mesma história.

Brasil

Alegação: CDC inflou o número de mortes de Covid-19 nos EUA em 1.600%

Fatos: Publicações compartilhadas nas redes sociais afirmam que um estudo comprovou que o Centro para o Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (CDC, na sigla em inglês) inflou em 1.600% o número de mortes por Covid-19 nos Estados Unidos. Segundo o estudo, publicado em outubro de 2020, dados do CDC mostram que apenas 6% das 161.392 mortes por Covid-19 registradas até então não mencionavam qualquer comorbidade, o que indicaria que somente 9.684 óbitos ocorreram de fato por conta da Covid-19.

Verdade: A interpretação feita pelo estudo é completamente refutada por especialistas e órgãos de saúde. Em entrevista à rede norte-americana ABC, o infectologista Anthony Fauci, diretor do Instituto Nacional de Alergia e Doenças Infecciosas dos Estados Unidos, reforçou os dados oficiais do CDC e disse: "Isso não significa que alguém com hipertensão ou diabetes que morre de Covid não morreu de Covid-19".

Etiópia

Alegação: Foto mostra a rainha Elizabeth 2ª se curvando diante de imperador da Etiópia

Fatos: Publicações compartilhadas no Facebook e no Twitter alegam mostrar foto em preto e branco da rainha Elizabeth 2ª e o príncipe Philip se curvando diante do imperador da Etiópia. “Rainha Elizabeth e príncipe Philip se curvando perante o imperador Haile Selassie e sua esposa, a imperatriz Menen Asfew.

Eles são as únicas pessoas a quem eles se curvaram como casal real”, diz a legenda das postagens.

Verdade: A imagem em preto e branco mostra o imperador Haile Selassie 1° e sua esposa, a imperatriz Menen Asfew, e duas pessoas de costas se curvando diante deles. Essas duas pessoas, no entanto, não são rainha Elizabeth 2ª e o príncipe Philip. Uma busca reversa mostra que a foto compartilhada nas redes sociais foi registrada originalmente em 1955, pelo fotógrafo germano-americano Alfred Eisenstaedt. A primeira visita oficial da rainha Elizabeth 2ª à Etiópia, no entanto, ocorreu uma década depois, em 1965.

Siga a página Coronavirus
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!