Um homem de 42 anos de idade foi assassinado com cerca de 20 tiros por volta das 6h30 desta quinta-feira (10), no bairro Jardim América, em São Leopoldo, Rio Grande do Sul. A vítima, identificada como Regis Rodrigues de Souza, cumpria pena em regime semiaberto no Instituto Penal da região.

Regis estava voltando para casa em um automóvel e, ao descer do carro na frente de sua residência, situada na rua Jacob Roth, foi surpreendido por vários homens fortemente armados que começaram a atirar contra ele.

Publicidade

A vítima acabou morrendo no local.

De acordo com testemunhas que presenciaram o crime, quatro atiradores teriam participado do assassinato e chegaram ao local a bordo de um carro de cor branca utilizando toucas ninjas para se camuflarem. Um dos atiradores aparentava estar utilizando colete balístico.

A Polícia Militar da região irá utilizar as imagens das câmeras de segurança da região para tentar identificar os suspeitos pelo crime, que ao cometerem o homicídio teriam conseguido fugir rapidamente do local.

De acordo com os agentes que registraram a ocorrência, a perícia encontrou no local cerca de 33 cápsulas de calibre 9mm, mas no corpo de Regis os agentes encontraram pelo menos 20 ferimentos causados pelos disparos.

Segundo Odilei Betanin, chefe do setor de investigações da Delegacia de Homicídios de São Leopoldo, a vítima fazia parte da facção criminosa Os Manos e tinha vários antecedentes criminais, como roubos, homicídios e associação com o tráfico de entorpecentes. A polícia também pede a ajuda da população para que façam denúncias anônimas pelo telefone 9-8590-0522, lembrando que todas as informações repassadas serão verificadas sempre com o absoluto sigilo para preservar a integridade física do denunciante.

Publicidade

Essa é a segunda morte registrada no ano em São Leopoldo

De acordo com os registros, essa é a segunda morte registrada neste ano de 2019 na cidade. No último sábado (05), um homem identificado como Rafael Dutra Cardoso, de 29 anos de idade, foi morto com pelo menos oito tiros no bairro Santos Dumont. Segundo testemunhas, um homem de bicicleta e sem camisa teria se aproximado da vítima quando ela estava parada na calçada e efetuou os disparos e depois fugiu rapidamente do local.

Na ocasião, a vítima chegou a ser socorrida e encaminhada para o Hospital Centenário, mas devido à gravidade dos ferimentos acabou morrendo na unidade de saúde.

De acordo com a polícia da região, Rafael possuía antecedentes criminais. Até o momento nenhum suspeito pelo crime foi preso.