O Brasil, sendo um país que abriga desde seu descobrimento pessoas vindas dos quatro cantos do mundo, é natural que também seja composta por diversas religiões. E como é de se esperar em um país conflituoso e cheio de preconceitos, a intolerância direcionada às religiões não ficaria fora disso.

Certo tempo, tínhamos o catolicismo como religião oficial, esta trazida pelos portugueses. Hoje, a Constituição Federal define nosso país como um estado laico, sendo as pessoas livres para expressarem suas crenças, ou não - ateus, por exemplo.

O problema é que a laicidade fica apenas definida no papel, e isso é percebido quando observamos ou vivenciamos os bombardeios intolerantes vindo de todos os lados.

Como o Brasil poderia combater a intolerância religiosa de forma eficaz?

A maioria de nossas escolas tem, em sua grade curricular, a disciplina de ensino religioso. Porém, a religião enfatizada nas aulas da maioria das escolas é o cristianismo.

Como é uma disciplina trabalhada normalmente no Ensino Fundamental I, as crianças já são direcionadas a aceitar/respeitar apenas o que lhe foi ensinado.

Abordar todas as religiões existentes no Brasil durante as aulas da disciplina seria o ponto de partida para a estrada que nos leva ao combate eficaz da intolerância religiosa. A partir do momento em que nenhuma religião ganha destaque, e todas são abordadas da mesma forma, a visão obtida por quem está aprendendo é de que a liberdade para escolher sua crença é real, pois ele não foi “induzido” a respeitar ou a seguir a uma religião específica.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Educação

Recebeu o ensino geral, e terá o livre arbítrio para decidir. Óbvio que não é a única maneira para o combate, mas seria uma das que teriam mais probabilidades de funcionar. Ninguém nasce preconceituoso, a pessoa aprende com o que lhe é mostrado e vivenciado.

Mas respondendo à pergunta de como combater a intolerância religiosa de forma eficaz, creio que não há um caminho melhor para combater a intolerância religiosa do que a base do respeito e conhecimento: a Educação.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo