O fim de um casamento não acontece do dia para a noite. É um processo lento e muitas vezes difícil de perceber. Quando um dos cônjuges começa a mudar (para pior) o outro tende a imitar o comportamento, mesmo sem perceber, e isso se torna a "sentença de morte" do Casamento.

Confira agora 7 sinais de que seu casamento está chegando ao fim

Falta diálogo

Uma das coisas mais importantes no relacionamento é, com certeza, o diálogo. Resolver as diferenças com uma boa conversa tira o casamento da rota do "furacão". Quando esse diálogo se torna estressante e piora a situação, é hora de rever o casamento.

Falta interesse

Quando um casal está em sintonia é normal que ambos queiram saber sobre o dia do outro, como estão se sentindo e se precisam de algo.

Quando o interesse no bem estar do companheiro acaba, as brigas e a falta de diálogo entram em ação.

Falta de afeto

O contato íntimo é o laço que une um casal. No entanto, é também a primeira coisa que se desfaz quando o casamento está chegando ao fim. Às vezes é até normal um pouco de distanciamento por problemas pessoais e até financeiros, mas quando essa distância se prolonga é sinal de que o casamento vai mal.

Os outros são sempre prioridade

Quando um casal está feliz no relacionamento, os dois gostam de sair juntos e raramente querem estar sozinhos. Mas se esse amor e o interesse estão acabando, o cônjuge vai se distanciar e preferir estar na companhia de amigos e outros familiares.

Brigas constantes

A primeira coisa que se nota em um casamento infeliz são as brigas constantes. O casal não entra mais em um acordo e cada conversa se torna uma guerra.

É pior ainda quando nenhuma ou uma das partes não quer mais tentar resolver os desentendimentos.

Grosserias

Das brigas por qualquer motivo surgem o mal trato e as grosserias, quando o casamento está acabando. Nessa fase, nenhum dos cônjuges se importa em ferir ou não os sentimentos do outro.

Nenhum interesse em entender o que está acontecendo com o parceiro

Não há mais diálogo, os insultos são constantes e a vontade de ficar juntos praticamente não existe mais. A situação ainda é pior quando um dos cônjuges quer resolver a situação, mas o outro não se esforça ou até mesmo não tem vontade de entender o que está acontecendo e como agir para reverter o caso.

A partir desse momento, o fim do casamento é quase que inevitável. No entanto, independentemente da situação em que o casal esteja, se houver vontade de salvar a relação tudo é possível.