Um verdadeiro amigo, mesmo estando no outro lado do mundo, não deixa de ser um verdadeiro amigo. Khalil Gibran tem uma passagem que diz: “Quando vos separais de um amigo, não fiqueis em dor, pois aquilo que mais amais nele se tornará mais claro com sua ausência, tal como a montanha, para o alpinista, é mais vista da planície.”

Você percebe que é possível ter um amigo no Egito, no continente asiático ou em qualquer outra parte do mundo e ainda assim ter ele no seu coração? Não é preciso ter contato físico, apenas a aproximação de alma, pois, como dizia Leonardo da Vinci: "Para estar junto, não é preciso estar perto, e sim do lado de dentro."

Não há nada nesse mundo que destrua uma verdadeira amizade, nem o tempo, nem a distância, nem tão pouco a morte.

Mas o que é a mais comovente das circunstâncias poderia alguma coisa contra a verdadeira amizade, se ela estabelece um laço muito profundo em seu coração?

A palavra amizade vem do latim amicus. Há também quem diga que a palavra surgiu do grego e é uma relação afetiva entre duas pessoas.

Aristóteles considerava a amizade como uma virtude, além de ser algo muito necessário para a vida. Ele jurava de pés juntos que ninguém gostaria de viver sem amigos, mesmo que possui todos os bens.

Nós precisamos uns nos outros, nós crescemos através uns dos outros. Platão dizia que "a amizade é uma predisposição recíproca que torna dois seres igualmente ciosos da felicidade um do outro." Sendo assim, ousaria dizer que os verdadeiros amigos não merecem economia dos nossos sentimentos.

Cícero, filósofo e jurista romano, falava que é muito difícil, se não impossível, que haja amizade, de fato, verdadeira, se não entre homens de bens.

Os melhores vídeos do dia

Uma amizade profunda e verdadeira não pode exigir nada em troca, pois, como afirmou Immanuel Kant, "uma das coisas mais imorais que se tem a fazer é usar o outro como meio."

Seja amigo e saiba dar apoio sem esperar nada em troca. Dê asas para seus amigos crescerem. Seja um fator de soma na vida dos seus nobres amigos.

Gibran sugere: É belo dar quando solicitado, e mais belo, porém, dar por haver apenas compreendido." Ademais, ele continua: “e não deixeis que haja outro propósito na amizade que não o aprofundamento de espírito. Pois, para que serve o vosso amigo se só procurais para matar o tempo? Procurai também para viver, pois ele preencherá vossas necessidades, mas não vosso vazio. É na doçura da amizade que há alegria e a partilha de prazer."

Amigos são poetas da alma. São andarilhos aduais, alegres e tristes. São malabaristas e, se necessário, palhaços. Amigos tem o poder de unicidade.

Construa grandes amizades! Segundo o filosofo François Marie Arouet, conhecido como Voltaire, "todas as riquezas do mundo não valem um bom amigo."