Uma placa à venda no Museu do Holocausto, localizado em Washington, nos Estados Unidos, alerta para os primeiros sinais do surgimento do fascismo em uma nação. A lista contida na placa foi escrita pelo escritor Lawrence W. Britt, que destacou os primeiros passos tomados para que uma nação entre em um regime fascista. Ele observou vários sinais em diversos países que tiveram regimes Fascistas e listou o que todas tinham em comum.

Na lista, ele destaca os seguintes sinais de quando um regime fascista está prestes a nascer e tomar forma em uma nação:

O perigo

O problema é, analisando o cenário brasileiro atual, muitos destes sinais pontuados por Lawrence estão nitidamente ocorrendo no país. Portanto, é um alerta e a população deve-se preocupar, ainda mais após uma intervenção militar que pode servir de modelo para o restante do país.

Além disso, muitas pessoas estão perdendo a fé nas principais instituições do país, bem como o senso de direito coletivo e individual. A Democracia está abalada após golpe, bem como tantas confusões e arbitrariedades na política em âmbito nacional.

Desesperadamente, a população procura por um "salvador da pátria", o qual pode ser um juiz ou um candidato à presidência qualquer como Sérgio Moro ou o deputado federal Jair bolsonaro (PSC-RJ), mesmo sabendo que a engrenagem que faz toda a política girar não é tão simplista assim.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Jair Bolsonaro

Como já dizia uma música do Engenheiros do Hawaii, "o fascismo é fascinante/Deixa a gente ignorante e fascinada".

O fascismo acaba cegando toda uma população, que busca a todo custo por punições sem justiça, vingança e perde totalmente a noção de democracia e Estado de Direito. Nos últimos anos, o Brasil tem vivido exatamente todos os pontos que estão na lista: sexismo contra uma presidente democraticamente eleita, colocaram um partido como o único inimigo da nação, muitos começaram a apoiar candidatos que desfazem de direitos humanos e colocam religião acima do direito individual de cada um (como, por exemplo, o deputado Bolsonaro e seus filhos), corrupção desenfreada enquanto apenas um só leva a culpa de todos, intervenções militares e perda de direitos, aumento de poder corporativista e baixa popularidade de intelectuais e personagens importantes na história do Brasil.

Não é brincadeira, muitas vezes as pessoas ficam cegas por ver inúmeras ocasiões em que se sentem injustiçadas e impotentes e acabam trilhando um caminho sem volta. São tempos obscuros, mas ainda há a esperança de que o povo acorde e não deixe a nossa tão jovem democracia morrer.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo