Há quase quatro meses no ar, com sua estreia no dia 30 de setembro do ano passado, o programa “Se Joga” ainda está na busca para poder encontrar um equilíbrio adequado em meio à programação da Rede Globo durante as tardes.

O programa, que vai ao ar por volta das 14h15, até às 15h10, conta com diversos grupos de pessoas diferentes, e, além disso, o conteúdo oferecido pela atração também, em um primeiro momento ao menos, tem se mostrado com o objetivo de agradar a todos os públicos que o assistem, e não necessariamente o predominante nesta faixa. Devido a isso, o programa logo de cara enfrentou muitos problemas, que foram aos poucos sendo resolvidos de acordo com as análises da emissora.

Porém, esta ideia de diversificar para agradar a todos os lados, com vários assuntos sendo tratados durante o programa, parece que não tem funcionado muito bem para a atração logo no começo. Com isso, o programa se tornou até mesmo muito acelerado, e a concorrência, é claro, conseguiu aproveitar deste momento confuso para se beneficiar.

Logo quando foi constatado o problema, chegou a ordem para que fosse ajustado de acordo com os melhores resultados que apareceram em relação ao programa. E foi isso que a emissora fez, e agora, após passados quatro meses, o programa tem começado a entrar nos eixos de vez.

'Se Joga' prevê dias melhores

Depois desta mudança, o “Se Joga” tem procurado viver um dia de cada vez, para atender as necessidades do programa de acordo com os resultados.

Isso será administrado até que seja adquirida a formatação de um modelo que possa chegar o mais próximo possível do ideal. Já foi constatado que os telespectadores de menor poder aquisitivo, por exemplo, preferem que o programa seja menos exagerado e não curtem quadros tão pensados e irônicos, por exemplo.

O “Se Joga” entrou no ar com a missão de ser o substituto do “Video Show”, que foi um grande marco na Televisão brasileira no segmento. Agora, com o lançamento do “Se Joga”, que conta com a apresentação de Fernanda Gentil, Érico Brás e Fabiana Karla, a emissora esperava o mesmo.

Eles agora têm o desafio de fazer com que a grade de atrações seja interessante ao ponto de conquistar audiência e ainda mais: segurar essa audiência para que o programa continue sendo visto por ela.

Nestes quatro meses que o programa está no ar, algo que foi muito complicado foi a questão da tensão interna com os problemas do programa, mas agora o que se tira de positivo de toda esta situação causada pela instabilidade do programa é que, os poucos, essa tensão tem se dissipado.

Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!