'Dark' tornou-se um verdadeiro sucesso da Netflix. O seriado alemão ganhou público com o passar das três temporadas e, com certeza, marcou época com toda a ficção envolvendo viagem no tempo, mistérios e, obviamente, questionamentos. No fim, 'Dark' cumpriu o que prometeu e entregou um final digno para uma trama tão bem elaborada.

Contudo, mesmo com todos os detalhes muito bem explicados e com uma história tão bem fechada e com pontos conectados, ainda assim inúmeras dúvidas permearam a mente daqueles que decidiram acompanhar a trajetória envolvendo várias linhas temporais e um mistério atrás do outro.

Pensando nisso, uma explicação mais detalhada do final de 'Dark' pode ajudar bastante a entender todo o contexto que rondou a série. Contando com spoilers, é importante deixar claro que deve ser lido com atenção para evitar saber de detalhes importantes antes de maratonar a série completa na Netflix.

Final de 'Dark' explicado em detalhes

O fim de 'Dark' tirou o sono dos telespectadores, sem dúvidas. Afinal, cada momento da série o fim da narrativa se conectava ao seu início, que, por meio de ciclos, voltava ao ponto de partida e então retomava ao final. Confuso, certo? Pois bem, é definitivamente bastante confuso.

Entretanto, algo que os roteiristas da série trabalharam foi com um final simples, que desse um fim breve e dosado.

Após um longo trajeto de três temporadas envolvendo um ciclo que parecia difícil de fechar, 'Dark' decide encerrar a série com uma missão pontual para o desfecho.

Durante o último episódio da 3ª temporada, Claudia faz uma visita a Adam após ele tenta por um fim ao mundo e então falhar. Claudia, então, decide revelar o motivo da falha de Adam; isso porque não há apenas dois mundos conectados (o de origem ou o paralelo), mas sim um terceiro, que foi o determinante para a origem de tudo.

Dessa maneira, o mundo de Jonas e o de Martha são criações de outro mundo como origem. Tudo teve início quando H.G. Tannhaus perde o filho, a nora e também a neta em um acidente de carro. Abalado, Tannhaus decide criar uma máquina do tempo com o intuito de evitar as trágicas mortes.

No entanto, o experimento acaba dando errado e ele cria duas grandes realidades paralelas completamente bagunçadas: a de Jonas com Adam e também a de Martha com Eva.

Dois mundos paralelos, similares e um reflexo do real e original, embora com algumas alterações em virtude de pessoas diferentes que habitam realidades distintas.

A missão final de 'Dark'

Com essas três realidades paralelas, tendo duas oriundas de uma máquina do tempo, estas acabam contando com meras falhas temporais da viagem. Para então acabar com isso e trazer a "realidade" de volta no seu devido lugar, Jonas e Martha decidem a missão final de 'Dark': viajar no mundo de origem para evitar o acidente trágico da família de H.G. Tannhaus.

Dessa maneira, Tannhaus não fica arrasado e não tem motivos para a criação de uma máquina do tempo. Consequentemente, no entanto, o resultado é o fim dos dois mundos paralelos criados pelas falhas temporais da máquina do tempo provocada pelo sujeito.

Assim, o mundo de Jonas e de Martha deixam de existir - por conta de, na realidade, nunca terem de fato existido. A série tem seu fim culminado no casal desaparecendo em pequenas partículas e o universo, enfim, em ordem.

No epílogo que encerra a série, em um jantar, durante uma conversa, Hannah aparece grávida. Ao que olha para a câmera ela decide comentar que deseja batizar a criança com o nome de Jonas.

Siga a página Seriados
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!