Com a queda no faturamento da venda de seus smartphones, a companhia norte-americana Apple vai apostar em um serviço de streaming semelhante ao da Netflix, no entanto, também vai incluir em seu catálogo jogos eletrônicos.

Nesta segunda-feira (25) outros serviços serão apresentados durante um evento realizado em um teatro na Califórnia (EUA) que leva o nome do fundador da empresa já falecido, Steve Jobs.

Grandes nomes da sétima arte como Steven Spielberg e J.J Abrams confirmaram sua participação no evento, que no Brasil vai ser transmitido a partir das 14h no horário de Brasília.

A gigante de Tecnologia já havia lançado recentemente alguns novos modelos de hardwares como os iPads Air e mini, iMacs e AirPods. Contudo, o novo projeto tem uma dinâmica parecida com a de outros serviços de streaming como as plataformas Netflix e a Amazon Prime.

Informações apontam que a Apple já teria investido mais de US$ 1 bilhão em produção de conteúdos originais. Seu catálogo cinematográfico já conta com pelo menos dez títulos produzidos pela própria empresa.

Nesse caso, o usuário do serviço Apple vai pagar uma taxa mensal no qual passa a ter acesso ilimitado ao seu acervo de filmes. A assinatura de conteúdo em vídeo é um modelo de mercado que segue avançando entre os serviços digitais.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Seriados Tecnologia

Na última semana, por exemplo, a Walt Disney fechou negócio e comprou a 21st Century Fox. A partir de agora, a companhia vai começar a organizar o catálogo do seu novo empreendimento, o serviço de streaming Disney+.

O Disney+ vai disponibilizar ao assinante conteúdo próprio da Disney e também as produções da sua mais nova aquisição, a Fox. O objetivo da empresa é lançar sua plataforma até o final de 2019.

'Netflix de jogos' da Apple

Assim como previsto o lançamento do serviço de streaming para filmes, a Apple também vai apostar na assinatura digital de jogos de videogame. Desse modo, o usuário do canal vai pagar a assinatura mensal e ter acesso irrestrito aos games disponíveis para iPads, iPhones ou também Macs.

Segundo informações da agência Bloomberg, a Apple não vai disponibilizar em seu catálogo os jogos no estilo “freemium”, termo utilizado para associar serviços Free (gratuitos) e Premium (pagos).

Ou seja, a companhia não vai oferecer jogos com download gratuito que depois solicitam pagamentos de serviços extras. Pelo contrário, o usuário que pagar pelo serviço vai ter disponível todos os games do catálogo. Enquanto isso, os desenvolvedores desses jogos vão ser remunerados de acordo com o tempo gasto de cada assinante em seus projetos.

Outras apostas da Apple

Além dos programas similares ao da Netflix, a multinacional também promete outras duas novidades: uma plataforma de assinatura que dá acesso a diversos periódicos como revistas e jornais e, também, um cartão de crédito vinculado ao aplicativo Wallet, disponível para o sistema operacional iOS.

A oferta de novos serviços vem de encontro com as quedas registradas de seu faturamento. Comparado ao último trimestre do ano de 2017, a Apple registrou nos últimos três meses de 2018 uma baixa de 15% na venda dos smartphones iPhone, o seu principal produto de entrada.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo