No final do ano passado a Anatel iniciou o bloqueio de celulares irregulares em 11 estados brasileiros mais o Distrito Federal. Neste domingo (24), a Agência Nacional de Telecomunicações acrescenta mais 15 estados do Brasil que terão os celulares “piratas” bloqueados.

Desde janeiro a Anatel vem informando sobre a irregularidade desses aparelhos, alertando para a situação. Os estados que estão sendo incluídos neste bloqueio pertencem as regiões Sudeste, Norte e Nordeste.

Saiba quais estados serão incluídos no bloqueio

Amapá; Perambuco; Paraíba; Amazonas; Roraima; Rio Grande do Norte; Ceará; Piauí; Maranhão; Pará; São Paulo; Minas Gerais; Bahia; Sergipe; Alagoas.

São considerados aparelhos piratas todos aqueles que não possuem o selo de certificação da Anatel, ou aqueles que possuem o IMEI, número utilizado para identificação do aparelho, clonado, adulterado ou que tenha sido objeto de algum outro tipo de fraude.

A empresa trabalha em parceria com as operadoras telefônicas e empresas fabricantes, o que ajuda na identificação de aparelhos que estejam em situação irregular. A Anatel consegue fazer essa identificação através de um sistema informatizado que a empresa tem.

A agência informou que os bloqueios são necessários para garantir uma maior segurança aos usuários e com isso também haverá uma redução no número de roubos e furtos de aparelhos celulares uma vez que estará em alta o combate a clonagem e falsificação do número chamado de IMEI.

O texto do projeto trás ao final a informação de que cerca de 244 mil aparelhos em todo o país já sofreram o bloqueio e aproximadamente 531 mil outros celulares já teriam recebido a mensagem de alerta sobre a situação irregular do aparelho.

Vai ficar por fora de assuntos como este?
Clique no botão abaixo para se manter atualizado sobre as notícias que você não pode perder, assim que elas acontecem.
Tecnologia

Como saber se seu celular está irregular

De acordo com as informações passadas pela Anatel, para tomar ciência se seu aparelho está enquadrado na lista de aparelhos regulares, basta que tenha o selo de certificação da Anatel, que normalmente se encontram nos carregadores e também no verso da bateria do celular. É recomendado também que seja verificado o IMEI do aparelho para verificar qual o status em que se encontra.

A verificação do IMEI pode ser feita comparando os números que aparecem na caixa e o que esta no adesivo do próprio celular.

Depois que fizer essa comparação faça ainda a comparação com o número que aparecerá ao discar: *#06#.

A dica para evitar problemas como estes é comprar seu celular em lugares certificados que emitem nota fiscal.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo