O lutador Popó, que ficou muito famoso nos anos 1990 e 2000 por ser um grande campeão, assumiu publicamente que tem um filho homossexual. O lutador disse ainda que não sente nenhuma vergonha disso e, ao contrário do que muitas pessoas pensam, ele sente orgulho de seu filho. Em uma entrevista emocionante para o ‘’Conexão Repórter’’, do SBT, Popó deu detalhes de sua relação com filho e quebrou o paradigma do valentão homofóbico.

Popó, que lutou boxe na maior parte de sua vida, e seu filho Juan Freitas, de 17 anos, deram entrevista para relatar mais sobre sua vida e deixou muita gente do outro lado da telinha de queixo caído.

O rapaz revelou ter sofrido preconceito e falou o que o pai fez para defendê-lo.

Medo de se assumir gay

O adolescente disse que sentiu muito medo de contar para o pai sua condição sexual e afetiva, pois, achava que ele o repreenderia com força. Um dos maiores medo de Juan era perder o amor do pai e até mesmo o seu contato.

"Achei que ele não ia ter mais contato comigo, que não ia mais deixar ir na casa dele, que ele ia cortar todo o tipo de relação comigo. Com meus irmãos achei que fosse acontecer a mesma coisa", disse o rapaz para o jornalista Roberto Cabrini, do SBT.

Contrariando todos os pensamentos ruins do filho, Popó o abraçou em muitos sentidos e mostrou que é mesmo um paizão. Publicamente, o lutador falou que se sente a vontade para falar sobre a homossexualidade do filho e que isso é um assunto que afeta muito mais o rapaz do que o próprio pai.

Verdade é revelada por meio de fofocas de parentes

O lutador disse ainda que apenas descobriu tudo por meio de familiares.

Muitas pessoas perguntavam a ele se não reparava no jeito do filho de se comportar. Outros apontaram o dedo e disse que o rapaz sofreu preconceito.

"Tive meu filho como homem e sempre vai ser homem para mim", falou Popó.

Filho de Popó mostra namorado para o pai após assumir homossexualidade

Um dos momentos mais marcantes da relação de Popó e seu filho foi quando o rapaz, após se assumir gay, trouxe para casa outro rapaz que apresentou como seu namorado.

O lutado não teve nenhuma agressão que o rapaz imaginou que teria. Ao contrário do medo de Juan, eles acabaram até se tornando amigos.

"Aceitei com muito carinho dentro da minha casa", afirmou o lutador de boxe. Ao longo da entrevista para Cabrini, o boxeador revelou que não entendia bem como uma pessoa pode ser homem e gostar de outra pessoa do mesmo sexo, o que gera certa “frustração”, mas mesmo assim aprendeu com o dia a dia e a amar ainda mais Juan. "A sociedade lá fora discrimina", lamentou Popó.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página LGBT
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!