A atriz Maitê Proença, que já não faz parte mais da Rede Globo por ter sido demitida, resolveu abrir o jogo e contar revelações bombásticas dos bastidores das novelas. Ela não se preocupou em esconder nada e falou de tudo abertamente, causando espanto em muitas pessoas. As suas declarações polêmicas foram feitas no programa Roda Viva, da TV Cultura.

De acordo com a atriz, ela era assediada a todo momento por trás das câmeras. Para escapar desse tipo de tentativa de abuso, ela dava um chega-pra-lá e demonstrava que era uma mulher de respeito.

Publicidade
Publicidade

Ela também afirmou que artistas perdiam papéis por não aceitarem certas situações, mas ela preferia correr esse risco do que ser mais uma das vítimas de abusos.

Segundo Maitê Proença, tinha diretores que acabavam destruindo a imagem de atrizes por elas terem feito coisas que eles não gostaram e a partir desse assunto fez uma forte declaração. Maitê revelou que tinha um diretor da Globo que queria fazer de tudo para ela se dar mal na emissora carioca.

Maitê Proença faz declarações polêmicas sobre bastidores de novela
Maitê Proença faz declarações polêmicas sobre bastidores de novela

Ele era uma verdadeira "pedra no sapato" dela. O diretor, que ela não quis citar o nome, estava apaixonado pelo namorado dela. Ele fazia coisas absurdas nos bastidores para tentar tirar ela do caminho dele. Na visão do profissional, eliminar Maitê seria um passo dado para conquistar o namorado da famosa.

Plano malvado

A atriz comentou que depois de seis meses ficou sabendo de um plano do diretor homossexual e ficou abismada com aquilo. Quem lhe contou foi Boni, José Bonifácio Oliveira Sobrinho, então vice-presidente da emissora.

Publicidade

O diretor pediu para ela jogar uma garrafa contra a parede, como se fosse o ensaio para uma gravação de cena. Ela fez aquilo e foi gravada por ele.

Depois, ele enviou a gravação para Paulo Ubiratan e afirmou que a atriz tinha gestos de loucura e que era desequilibrada, sendo impossível dirigi-la. Maitê afirmou que foi prejudicada por esse diretor.

Assassinato da mãe

A atriz comentou que um dos momentos difíceis de sua vida foi o assassinato de sua mãe pelo seu pai.

Na época, ela tinha só 12 anos. Conforme relatos da atriz, a sua mãe, Margot Proença Gallo, levou 11 facadas do marido apenas por causa de ciúmes. Ele não gostava da amizade que ela tinha com o seu professor de francês.

A atriz afirmou que pegou uma repulsa de chegar perto do pai, não conseguia encostar nele. Foram várias situações de tragédias que se acometeu de sua família. Depois vieram os suicídios do pai e do irmão. A atriz conta que ela foi uma sobrevivente desses fatos dramáticos acontecidos em sua vida.

Publicidade

Leia tudo e assista ao vídeo