O HIV, que virou uma epidemia na década de 70, atingiu muitas pessoas naquele período e trouxe muitos questionamentos devido à ignorância sobre a doença. No nicho da arte, diversos foram os artistas que morreram por complicações da doença. Ressaltar o conhecimento sobre o que é a AIDS e como ela é transmitida acaba sendo ainda pouco discutido na sociedade. Visualizamos esse reflexo da falta de conhecimento a partir de desabafos como o de Miguel Falabella, que revelou ter sido vítima de preconceito por causa da doença.

Falar em doença sexualmente transmissível é bem difícil, ainda mais para uma pessoa que ficou sempre em destaque na mídia. Miguel Falabella resolveu discutir essa temática com o jornal “Folha de S. Paulo”. O ator passou e ainda passa por momentos difíceis em sua vida, tudo porque uma pessoa próxima gerou um boato de que o mesmo teria HIV. Como um choque, a notícia se espalhou, e ele revela que na década de 70 a sensação era de total abandono e exclusão, tanto por amigos, desconhecidos e até familiares. O ator fez questão de ressaltar como um boato antigo, que o mesmo já desmentiu, ainda tem poder nos dias atuais.

"Já me mataram"

Emocionado, o ator e apresentador conta que já o “mataram de Aids, uma vez”, e que sendo vítima de preconceito por um boato, passou momentos humilhantes. Contando uma das histórias que presenciou, o ator mencionou que, anos após o boato, ele entrou numa loja e o estabelecimento ficou vazio. Ele conta que em uma entrevista à revista Amigos ele negou que tivesse AIDS e inverteram sua fala.

Criticando a mídia sensacionalista, Miguel Falabella colocou sua queixa ao jornalismo amador. O ator conta que era o início de sua carreira, e o fato lhe causou o começo de uma serie de depressões, que o fez deixar de sair durante um mês inteiro, para se isolar e não ser apontado nas ruas por causa do preconceito. Em detalhes, Falabella revela que expor a vida particular, é algo que tenta ao máximo não fazer, justamente pela subversão de histórias.

Muito bem resolvido sobre si e sobre sua profissão, Miguel Falabella, ator, produtor e diretor global, revela ter sido vítima de preconceito e refuta o boato sobre ser portador do vírus HIV. Aos curiosos de plantão, Miguel os chamou de mal resolvidos, gerando grandes críticas em comentários. De toda forma, torcemos para que Miguel Falabella consiga superar o trauma que viveu e volte a se aproximar de seus fãs com mais confiança.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo