Em 1998, o Brasil acompanhou o drama do cantor sertanejo Leandro, da dupla Leandro & Leonardo, que lutava contra um tipo raro de câncer de pulmão. Em 23 de junho de 1998, o cantor infelizmente perdeu a batalha contra a doença e faleceu, aos 36 anos, durante a madrugada. Na época, especulou-se que sua doença havia se dado devido a exposição à agrotóxicos, quando o cantor trabalhava como agricultor. Leandro também fumava, o que poderia ter contribuído para a formação do tumor.

Publicidade
Publicidade

Cinco anos depois, em 2003, o médium Jardel Marcio Gonçaves divulgou uma suposta carta psicografada de Leandro, que emocionou os fãs do cantor. Na carta, Leandro fala a respeito da descoberta e tratamento da doença e chama o irmão de Leonardo de sua ''alma gêmea''. Ao final, Leandro pede que seja família seja cuidada e consolada, especialmente seus filhos e seu irmão Leo, e pede que o irmão siga em frente com sua carreira; diz ainda que já aceitou a morte, que ele define como ''o renascimento para a vida eterna'' e que está em um lugar acolhedor.

Agora, com a proximidade dos 20 anos da morte do cantor, os fãs voltam a falar a respeito da carta, emocionante e rica em detalhes.

Cantor sertanejo morreu de câncer em 98. Foto: Reprodução
Cantor sertanejo morreu de câncer em 98. Foto: Reprodução

Você poderá ler a carta de Leandro, na íntegra, na postagem abaixo - clique para ler:

Público ainda fica dividido a respeito da veracidade da carta

À época, e mesmo agora, 20 anos após o falecimento de Leandro, o público se divide entre aqueles que creem na veracidade da carta e aqueles que não a tomam por verdadeira. Aqueles que mantém as práticas da fé espírita, que crê na vida após a morte e na reencarnação, aceitam com maior facilidade a possibilidade de o cantor ter tido a chance de comunicar-se por meio de psicografia.

Publicidade

Para alguns, a veiculação deste tipo de mensagem não deveria ser realizada em respeito a família, no entanto é quase impossível manter o sigilo a respeito de tais mensagens quando estas se referem a figuras públicas. Outros Famosos, como a cantora de rock brasileiro Cássia Eller e o cantor sertanejo Cristiano Araújo também tiveram supostas cartas psicografadas divulgadas pela televisão e pela internet.

Vale lembrar que alguns fatores são levados em conta na comprovação da veracidade de psicografias, entre eles o tempo entre o falecimento do indivíduo e a data do recebimento da carta - que geralmente não é muito curto, uma vez que aqueles que acreditam na vida após a morte creem também que o espírito precisa de um certo tempo para tomar consciência de seu novo estado e ser capaz de comunicar-se - , algumas vezes a grafia e vocabulário da carta, que pode seguir com a letra do falecido ou com expressões e chamamentos que somente ele usava ou conhecia, e o recebimento da mensagem por mais de um médium.

Leia tudo e assista ao vídeo