Que Pablo Emílio Escobar Gaviria foi um dos maiores e mais ricos narcotraficantes do mundo entre os anos 1980 e 1990 já é de conhecimento da maioria das pessoas. Poucas pessoas conhecem, entretanto, a mulher que praticamente abriu as rotas da droga nos Estados Unidos, que chegaram a ser utilizadas pelo próprio Escobar anos mais tarde [VIDEO], durante sua “época de ouro” na exportação de entorpecentes.

A 'madrinha' das drogas

#Griselda Blanco não é tão conhecida quanto seu famoso “pupilo” Pablo Escobar [VÍDEO] [VIDEO], mas sua relevância na exportação de entorpecentes da Colômbia para os Estados Unidos é quase a mesma de Gaviria.

Pessoas próximas e seriados sobre o narcotráfico na Colômbia apontam que Griselda foi a grande mentora de Escobar no início de sua atuação no comércio de drogas e por isso chegam a considera-la sua madrinha no mundo do crime.

Considerada como uma das mais bem-sucedidas narcotraficantes dos anos setenta, Blanco passou quase toda sua vida vendendo entorpecentes, aniquilando seus inimigos e cobrando suas dívidas com braço de ferro.

Autoridades e periódicos colombianos apontam que ela foi responsável pelo assassinato de pelo menos duzentas e cinquenta pessoas durante sua atuação no mundo do crime organizado, dentre esses estão sendo contabilizados também seus três maridos.

Griselda foi acusada de matar seus 3 companheiros que também eram envolvidos nos negócios de tráfico de drogas.

A colombiana que somente com quatorze anos de idade fugiu de casa e começou a se prostituir para se manter, acabou sua carreira criminosa em 1985 quando foi presa nos Estados Unidos e permaneceu lá até 2004 quando retornou ao seu país em liberdade.

Oito anos após seu retorno a Colômbia, Blanco foi assassinada por um homem de moto que efetuou dois disparos contra ela e foi embora numa motocicleta.

Estreia serie sobre Griselda

A estrela do cinema americano Catherine Zeta-Jones viverá a grande protagonista da narrativa que contará de forma breve a história dessa poderosa mulher colombiana.

A atriz de quarenta e oito anos já tinha a vontade de representar a “madrinha” do Cartel de Medellín até mesmo antes de Wagner Moura estrear no papel de #pablo escobar para a Netflix.

O interesse surgiu depois que ela assistiu o documentário “Cocaine cowboys”, há cerca de 4 anos atrás, e assim decidiu se aprofundar na interessante história de vida de uma das mulheres mais poderosas da Colômbia em todos os tempos.

A #série que narra um pouco da história de Griselda Blanco tem sua estreia agendada no Brasil para o dia 11 de Abril de 2018, às 22h, no canal pago Lifetime.