Eduardo Costa fez um show nos Estados Unidos que provavelmente marcará para sempre sua carreira. Não exatamente pelo sucesso que a apresentação teve, mas por uma atitude inusitada do sertanejo que repercutiu em todo o Brasil. O cantor interrompeu o show e mandou seguranças retirarem um fã da plateia que estaria causando uma grande confusão. O rapaz acabou passando por alguns constrangimentos, dentre eles, o de ter que sair arrastado pelo pescoço por seguranças, ter suas roupas rasgadas e ainda ouvir do cantor palavras de assédio em relação a sua companheira no show.

Publicidade

Tudo começou quando o rapaz, segundo relato do cantor, estava querendo arrumar briga na plateia. Eduardo Costa interrompeu o show e pediu que todos os espectadores se voltassem para o "rapaz de cabelos cacheados". Na sequência, Costa ainda se dirigiu aos seus seguranças e deu uma ordem muito clara: “Tira ele e dá uns tapas para mim, por favor”, exigiu Eduardo. De todo modo, em recente vídeo nas redes sociais, ela diz que se excedeu, mas que foi sim por um bem maior.

Cantor se pronuncia pelas redes sociais sobre a polêmica nos EUA

Assim que os seguranças ouviram o pedido (ou a ordem) do cantor, entraram em ação e retiraram o homem pelo pescoço.

O problema é que, além de mandar dar uns tapas no rapaz que estaria causando confusão, Eduardo Costa ainda se dirigiu à mulher que estava acompanhando o fã e disse que alguém acabaria pegando ela e que só não seria ele próprio, pois estaria "sem tempo" naquele momento. O show cantor sertanejo ocorreu em Danbury, Connecticut, Estados Unidos.

Para explicar a confusão, o cantor usou seu Instagram Stories e disse que a polêmica com seu nome era verdadeira e explicou que havia se excedido, mas foi um bem maior.

Publicidade

De todo modo reconheceu que uma coisa não justificaria a outra e pediu desculpas pela forma que se posicionou. “Me excedi na forma, mas foi por um bem maior, mas enfim, uma coisa não justifica a outra", disse.

Entretanto, logo depois ele voltou a acusar o rapaz e disse que ele deveria ser deportado dos Estados Unidos e que ele mereceu os tapas que ele mandou os seguranças darem. Tudo porque o homem estaria bêbado, louco, empurrando e jogando bebida nas pessoas. Além disto, ainda teria jogado coisas em cima do palco, algo que não caiu bem na visão de Eduardo.

O cantor também explicou que o "bem maior" aconteceu, pois existam pessoas de idade na plateia que poderiam se machucar.

Esta não foi a primeira polêmica em que ele se envolveu e que ganhou repercussão nacional. Recentemente, ele chamou Fernanda Lima de imbecil e foi processado por isso.

No vídeo abaixo é possível ver o momento das declarações do cantor.