Anúncio
Anúncio

Hana Khalil foi a terceira eliminada do BBB19. Ela perdeu com mínima diferença para Hariany. O paredão era triplo, mas Rízia praticamente não teve votos para ser eliminada, já que a disputa ficou polarizada entre a carioca e a goiana. Hana, desde o início, mostrou que estava na casa para causar polêmica. Ela foi a primeira a formar um casal, tornou-se líder e na semana seguinte, estava na berlinda. Mostrou-se líder nata, mas também, por conta da exposição, acabou indo ao paredão e promovendo uma bela disputa. Segundo Leifert, foram mais de 90 milhões de votos.

Logo depois que saiu do BBB, Hana foi convidada ao programa Ana Maria Braga e ao Rede BBB. Nos dois programas, a morena vegana causou polêmica.

Anúncio

No 'Mais Você' de Ana Maria, ela chegou a chamar 'Diego' de 'Diega' e dizer que ele tinha a 'masculinidade frágil'. Já no Rede BBB, Hana discutiu com a Blogueirinha, após ter sua liderança questionada. Vivian Amorim, apresentadora do programa, precisou intervir para encerrar a peleja.

Hana fala ao Extra e assume bissexualidade

Hana é filha de Robertinho do Recife, um músico conhecido nacionalmente. Durante a entrevista ao jornal Extra, ela falou abertamente sobre sua sexualidade e expôs a não aceitação dos pais em relação a bissexualidade.

A carioca de 22 anos disse que já teve caso com mulheres e que sempre gostou de mulheres. "Sempre gostei de mulheres, mas sempre inibi isso", iniciou Hana.

Anúncio

O motivo de ter se reprimido é justamente por conta da homofobia. A ex-BBB chegou a dizer que os homofóbicos tratam os bissexuais como pessoas doentes a ponto dela própria achar que tinha algum problema. Hana ainda alertou que as pessoas só sabem mesmo se são homofóbicas se existem alguém LGBT na família.

Em relação a seus pais, Hana revelou que tanto seu pai quando sua mãe acreditam que se trata apenas uma fase dela e que a bissexualidade vai passar. Sobre o pai, em especial, ela disse que a relação com Robertinho é muito boa, mas que ele já teve uma fase muito protetora. Antes dos dezoito anos, ela não podia chegar depois das 2h. De todo modo, ela evita falar sobre a bissexualidade com o pai.

Anúncio

Namoros abusivos

Sobre as relações heterossexuais, Hana disse que viveu quatro deles muito abusivos. Os homens eram machistas e controladores, a ponto dela não poder ficar em pé em uma boate para que outros homens não olhassem para seu bumbum. Ela se assumiu submissa nestas relações e finalizou se dizendo mais madura.

Cabe lembrar que nesta décima nona edição, Hana teve uma relação com Alan e os dois agitaram o edredom no Quarto do Líder.