Uma imagem de cortar o coração foi publicada pela pela viúva de Ricardo Boechat, Veruska Seibel, nesta quinta-feira (21). Na postagem, ela mostra a cadelinha do casal em frente à porta de casa e diz que ela está num ritual que fazia todos os dias, quando o jornalista era vivo. Segundo Veruska, ela está à espera de seu dono, como era de praxe.

A imagem logo viralizou e virou notícia nos principais portais do país. Em duas horas de publicação, a foto já contava com mais de 60 mil curtidas. A imagem mostra uma cadela da raça spitz alemão, ou popularmente conhecida como lulu da Pomerânia branca, próxima à porta e em frente a uma escada, esperando Boechat voltar.

Na legenda da imagem a viúva escreveu: "toda noite ela fica no alto da escada esperando ele voltar da Band".

Publicidade

Cadela adotada de Boechat corta o coração dos seguidores de viúva

A foto que cortou o coração dos fãs pode ser vista ao final do artigo. Entretanto, segundo o jornal Extra, em uma outra publicação na conta de Veruska, a legenda revela que o animalzinho foi adotado. Na legenda de uma publicação onde Boechat e as meninas seguram a cadela ela escreve: "como ela foi adotada depois de ser tirada bebê de um canil que maltratava cães, não sabemos a data exata do seu nascimento". A publicação comorava aniversário em uma suposta data de nascimento de Nina, nome da cadelinha.

Veja a imagem onde Nina aguarda a chegada de seu dono, Boechat, próxima a uma porta.

Nesta publicação, Nina ganha a felicitação da viúva de Boechat e tem sua história triste contada na postagem. Veruska ainda brinca na publicação, dizendo que teve a conta hackeada e que jamais quis ter um cachorro, portanto, não iria dar os parabéns a Nina.

A morte do jornalista Ricardo Boechat

Na última semana, após um acidente aéreo com o helicóptero onde estava o jornalista da Band, Boechat, duas vítimas foram identificadas.

Publicidade

Além do jornalista, o piloto da aeronave também morreu no acidente. Segundo o laudo do IML publicado dias depois, Boechat morreu de politraumatismo.

Quem deu a notícia em primeira mão na TV brasileira foi José Datena. Ele se emocionou e acabou chorando ao vivo no "Brasil Urgente". Logo depois, todos os veículos de imprensa também repercutiram a notícia sobre a morte do jornalista que era o âncora do "Jornal da Band".

O velório do famoso contou com a presença de muitos amigos famosos e mostrou o quanto Boechat era querido no meio jornalístico e artístico.

Até a Globo, ex-casa de Boechat, dedicou vários minutos de seu "Jornal Hoje" e do "Jornal Nacional" cobrindo a morte do ex-funcionário.