Após concluído o inquérito contra o ex-BBB Vanderson, as autoridades decidiram pelo indiciamento do ex-participante do reality show por suspeita de lesão corporal leve. O rapaz foi intimado a prestar depoimento logo no início de sua participação no Big Brother Brasil, por isso, teve que sair do programa.

A delegada responsável pelo caso afirmou que o inquérito desse processo já foi devidamente encaminhado ao Ministério Público do Acre. Em suas declarações, a delegada também afirmou que ele responderá por crime de lesão corporal leve e que ela encaminhou o inquérito ao Ministério Público para que assim pudessem tomar todas as devidas providências em relação à denúncia contra o homem para que se possa prosseguir com a ação penal.

Publicidade

Para quem não sabe, o ex-BBB foi denunciado na DEAM pelas acusações de importunação sexual, estupro e agressões físicas. Para a infelicidade dele, a denúncia foi feita apenas um dia antes de Vanderson entrar na casa do BBB.

Devido a tudo isso, o brother foi desclassificado do programa logo que a produção foi informada que ele teria que prestar na delegacia. A intimação foi feita pela delegada titular da DEAM, Rita Salim, no dia 23 de janeiro, no Rio de Janeiro, a pedido da delegada do Acre.

Vanderson escapa da acusação de estupro

A denúncia de estupro contra o ex-BBB foi arquivada pela Polícia Civil do Acre por decadência.

Segundo a delegada, o caso ocorreu em 2016, e nessa época a lei determinava que a vítima prestasse queixa contra o agressor em um prazo de até seis meses.

Com relação à outra denúncia, de importunação sexual, foi assinado um termo circunstanciado e enviado à Justiça. Como explicou a delegada, esse termo circunstanciado é bem mais simples de se trabalhar. Com ele, são ouvidas ambas as partes e depois os depoimentos são encaminhados para um juizado especial criminal, onde eles apresentam as provas e as testemunhas, caso seja necessário.

Publicidade

Vanderson foi procurado pela imprensa, mas preferiu não se pronunciar e nem conceder entrevistas.