O carioca Rodrigo, de 40 anos, último eliminado do BBB19, na noite da última terça-feira (2), deixou o reality show, porém, afirma que a sua relação com os que estão na casa ainda não acabou. O cientista social, dramaturgo e microempresário vai depor contra a mineira Paula. A ação se dá por conta de diversos comentários de preconceito religioso endereçados a ele pela bacharel em direito.

Esses fatos foram confirmados, nesta quarta-feira (3), à imprensa, por Adalberto Neto, que trabalha como assessor de imprensa de Rodrigo.

Publicidade
Publicidade

Paula será acusada dos crimes de injúria, por meio de preconceito e intolerância religiosa. Paula teria declarado ter medo de Rodrigo, por conta de sua devoção a Oxum, orixá que rege sobre os corpos de água doce e o jogo de búzios, nas religiões do candomblé e umbanda, ambas de origem africana.

Assessor confirma depoimento contra Paula

Ainda segundo a declaração de Adalberto, Rodrigo passou a noite ouvindo todos os comentários que Hariany e, sobretudo, Paula teriam tecido sobre sua pessoa.

Publicidade

Segundo Neto, o cientista social teria recebido as informações sem exaltação ou surpresa. Ainda segundo seu assessor, Rodrigo está depondo contra a ex-colega de confinamento pois isso está de acordo com sua militância pessoal.

O também professor e psicopedagogo é especializado em direitos humanos e atua defendendo vítimas de diversos preconceitos. Sendo ele, agora, uma vítima, Rodrigo usará da voz que lhe foi dada para fazer valer seus direitos.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
BBB Big Brother Brasil

Rodrigo teria declarado que esse depoimento não está sendo feito só em nome dele, mas de todos os que passam pela mesma situação. Finalizou dizendo que esses atos preconceituosos configuram crime. Adalberto ainda ressalta que Rodrigo já estava ciente das tendências racistas e preconceituosas de Paula.

O profissional de direito responsável pela ação é Ricardo Brajterman. O advogado já havia sido contatado pela família do articulador cultural para mover uma ação contra outras ofensas racistas, desta vez nas redes sociais de Rodrigo.

Rodrigo se emociona no 'Mais Você'

Durante a tradicional entrevista pós-eliminação que é concedida ao programa de Ana Maria Braga, "Mais Você", Rodrigo disse, visivelmente emocionado, que moveria, sim, um processo contra Paula por racismo e intolerância religiosa. Aliás, a torcida do ex-BBB já apostava em um processo contra a loira, mesmo antes dele sair e confirmar a situação.

Além disso, ele destacou que a sua religião e de sua família, o candomblé, não tem, por natureza, a expansão por meio de catequese.

Publicidade

Logo, nunca tentou converter nenhum de seus companheiros. Sendo assim, não toleraria esse tipo de preconceito contra si ou contra os seus. Para Rodrigo, o mesmo não deve se calar frente a esses atos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo