Emilia Clarke, famosa por sua atuação como a mãe dos dragões Daenerys Targaryen em "Game of Thrones", concedeu uma entrevista à CBS no programa Sunday Morning e, pela primeira vez, compartilhou fotos de sua internação, quando tinha 24 anos, e passou por uma cirurgia para tratar um aneurisma cerebral.

O aneurisma aconteceu em 2011 e apenas agora ela ganhou forças para contar as experiências de ter sofrido dois aneurismas cerebrais.

O segundo deles quase matou a atriz.

Quando falava sobre o aneurisma, a atriz descreveu não apenas os efeitos físicos da doença, mas o impacto mental que isso lhe causou. "A primeira vez foi bem difícil, na segunda vez eu achei muito mais difícil me manter otimista porque foi muito mais pesado. Eu definitivamente entrei em uma fase depressiva".

A atriz explicou que, quando uma parte do cérebro fica mais de um minuto sem sangue, essa parte morre, e foi exatamente o que aconteceu no segundo aneurisma que ela teve.

"Eles [os médicos] literalmente olhavam para o cérebro e pensavam: 'bem, achamos que poderia ser - poderia ser a concentração dela, poderia ser a visão periférica'", contou ela.

A atriz afirmou que por um longo tempo sua paranoia foi acreditar que o lado afetado era o de sua habilidade de atuar.

O retorno aos sets de gravação

Emilia falou que esse medo durou até ela voltar a gravar a segunda temporada de "Game of Thrones".

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Game Of Thrones

Após o retorno, ela não tinha mais tempo para pensar na própria mortalidade porque estava muito ocupada para gravar a personagem que andava sobre o fogo e não se queimava.

Estar na pele de Daenerys Targaryen, que comandava dragões, falava para centenas de pessoas, enquanto lhe pediam para ser o melhor que ela pudesse, foi, segundo a atriz, o que a salvou do estágio depressivo em que se encontrava.

Ainda durante a entrevista, Emilia contou que tinha acabado de gravar a primeira temporada da série quando teve seu primeiro aneurisma e foi para a CTI de um hospital. Lá foi diagnosticada com uma hemorragia subaracnoidea. Esse tipo de hemorragia traz grande risco de morte e é um dos tipos de derrame cerebral que mata um terço dos pacientes imediatamente ou logo após sofrerem a hemorragia.

"Em meus piores momentos eu queria desligar os aparelhos.

Eu pedi à equipe médica que me deixasse morrer. Meu trabalho, meu sonho inteiro do que minha vida seria, centrado na linguagem, na comunicação. Sem isso, eu estava perdida", explicou emocionada.

Enquanto se recuperava do primeiro aneurisma, disseram-lhe que ela poderia ter outro aneurisma do outro lado do cérebro a qualquer momento e ela disse que sentia como se pudesse morrer a qualquer momento.

Além disso, ela conseguiu dar as entrevistas de divulgação da primeira temporada tomando morfina.

Atualmente, a atriz de 32 anos está completamente recuperada e se sentiu confiante para falar do assunto e mostrar suas fotos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo