A Rede Globo está passando por momentos de cortes bruscos em suas despesas diante da queda de 15% em seu faturamento nos últimos cinco anos. O canal carioca também teve um prejuízo de R$ 500 milhões no ano passado e acabou adotando uma nova política para os salários de suas estrelas. Artistas renomados da emissora acabaram tendo que escolher entre a redução dos salários ou não ter a renovação dos seus contratos. As informações são do site Notícias da TV, vinculado ao portal UOL.

No meio de 2018, a direção chamou vários de seus atores e apresentadores para renovarem o contrato com um valor bem mais baixo.

Sem contar as estrelas que acabaram ficando de fora da emissora. Otaviano Costa, por exemplo, não aceitou a redução do salário e decidiu pela não renovação de seu contrato.

De acordo com a alta cúpula que dirige o canal, os tempos estão mudando e a empresa precisa tomar providências para não ter mais prejuízos futuramente.

Alguns dos artistas que foram alvos dessa redução nos salários foram: Galvão Bueno, que está para completar 35 anos de carreira, e a atriz Fernanda Montenegro. Eles dois e mais os apresentadores Fausto Silva e Ana Maria Braga possuíam salários que ultrapassavam a base proposta pela emissora. Apenas alguns ainda ultrapassam os R$ 100 mil por mês.

No caso de Galvão Bueno, ele aceitou as novas diretrizes da Globo e renovou contrato até o ano de 2022.

Seus vencimentos vão girar em torno de R$ 500 mil. Vale ressaltar que houve épocas em que os ganhos do locutor esportivo e apresentador totalizavam mais de R$ 1 milhão.

Demissões

Vários artistas que proporcionaram grande sucesso nas novelas da emissora já foram demitidos. Malu Mader e Carolina Ferraz são alguns deles.

A atriz Fernanda Montenegro possui o maior salário dos estúdios, juntamente com Tony Ramos e Glória Pires. No entanto, a crise é geral na Globo e conversas estão sendo tomadas para evitar prejuízos futuros. Vários atores novatos foram contratados e entraram no lugar dos experientes. Foi dessa forma que a emissora evitou ficar com falta de elenco para suas produções.

Alguns artistas que trabalham em regime de Pessoa Jurídica (PJ) e que ainda terão seus contratos por vencer serão contatados para uma conversa com a direção. O canal quer deixar claro que não pretende ficar com talentos tarimbados, segundo informou a matéria.

Outro exemplo de rompimento de contrato aconteceu com a apresentadora Cris Dias, do Esporte, e Mariana Ferrão, do extinto Bem Estar. Eles não renovaram com o canal e partiram para o ramo de palestras onde poderiam ganhar bem mais.

A Globo foi procurada pela reportagem do portal UOL, mas afirmou que não comenta questões relacionadas aos contratos dos seus profissionais.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!