A cada semana que se passa, um dos protetores da fonte secreta em volta da qual gira a trama da novela da 21h aparecerá morto. Isso é o que acontecerá em "O Sétimo Guardião" a partir de 5 de abril, próxima sexta-feira. Os três primeiros serão Milu (Zezé Polessa), Machado (Milhem Cortaz) e Feliciano (Leopoldo Pacheco). Enquanto os corpos se acumulam, a lista de suspeitos a serial killer também aumenta.

O maior deles será Eurico (interpretado por Dan Stulbach). No entanto, também terão motivos para desconfiar de Judith (Isabela Garcia) e de Mirtes (Elizabeth Savalla).

Dia 11, a morte do ex-mendigo e atual guardião marcará a trama. Isso engrossará a lista de suspeitos com Valentina (Lilia Cabral) e Sampaio (vivido por Marcello Novaes). A pedido do autor Aguinaldo Silva, a direção e edição foi feita para que diversos personagens sejam retratados em cenas tensas e atitudes para lá de suspeitas.

Valentina, por exemplo, sairá à noite sem o seu carro. Atitude que deixará Marcos Paulo (vivida por Nany People) com a pulga atrás da orelha. Mirtes então abrirá a porta do carro para verificar se o caminho se encontra livre. Ela então começará a falar dos hereges presentes na cidade, e que existem maneiras de puni-los, um a um.

Sampaio será retratado se esgueirando após carregar seu revólver, andando de maneira suspeita.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Fofocas

Enquanto isso, Judith deixará o casarão desacompanhada, após enviar Feijão (Cauê Campos) como batedor, avisando que sua janta se encontra no micro-ondas.

Tudo isso é uma estratégia elaborada por Aguinaldo Silva para que vários personagens se tornem suspeitos.

Serial killer pode ser um fantasma

Também nos deparamos com o fantasma de Egídio (interpretado por Antonio Calloni). Até mesmo um morto é suspeito de matar na novela.

Inclusive, suspeita-se que ele inda esteja vivo.

Egídio manda Judith fazer o que precisa fazer, no mesmo episódio em que a fonte seca. A partir daí o comportamento de Judith se altera, especialmente em relação ao livro sagrado da irmandade dos guardiões.

Marilda (Letícia Spiller) acusará Eurico, que não será encontrado na noite em que os múltiplos assassinatos ocorrerão.

Aguinaldo Silva apresentará o questionamento que já vimos algumas vezes nas novelas da 21h, como a Próxima Vítima, que paralisou o Brasil, na década de 1990.

A pergunta que cerca a trama agora é: quem será o serial killer? Resta aguardar os próximos capítulos.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo