O apresentador Raul Gil decidiu comentar sobre a morte de sua ex-assistente de palco mirim Yasmin Gabrielle. A jovem, de 17 anos, sofria de depressão e a suspeita é de que ela tenha cometido suicídio. Nesta segunda-feira (22), o apresentador acabou se manifestando em uma matéria que foi divulgada pelo portal UOL e lamentou o fato da menina não tê-lo procurado.

De acordo com Raul Gil, todos gostavam muito dela.

Publicidade
Publicidade

Ela era uma pessoa que fazia parte do programa. O apresentador enalteceu as qualidades da menina dizendo que era educada e maravilhosa. Ele afirma que ficou muito chateado com tudo o que aconteceu. Raul Gil disse que a ficha demorou um pouco para cair. No entanto, nesta segunda (22) à noite, ele dormiu pensando nela e acordou com ela nos pensamentos.

Na concepção do apresentador existe um lamento de que ele poderia ter feito alguma coisa pela menina.

Publicidade

Entretanto, ela não o procurou para pedir ajuda. "Jesus Cristo, por que ela não veio falar comigo?", lamentou. Raul Gil disse que não era pastor e não se considerava nada, mas acredita que poderia ter ajudado Yasmin caso a menina viesse conversar com ele e explicasse o que estava acontecendo e afligindo sua vida.

O apresentador comentou que muitas pessoas perguntam para ele na Televisão a razão da menina ter se suicidado.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Televisão

Ele disse que não tem ideia do motivo que levou ela a fazer isso.

Raul Gil comentou que a menina tinha perdido a mãe e um dos irmãos em decorrência do câncer e estaria vivendo com uma tia. Segundo ele, a única mensagem que pode deixar para a família da jovem é que Yasmin tinha um talento incrível e foi uma excelente pessoa, e que eles deveriam sempre ter orgulho dela.

Ele disse que vai guardar em sua memória a imagem da menina cantando, dançando e sorrindo.

O filho de Raul Gil também se manifestou através do Instagram e disse que a depressão era uma doença forte e que estaria acabando com as crianças. Ele desejou que Jesus possa receber a jovem com amor e que ela possa encontrar paz. "Muito triste", lamentou.

Amiga conta momentos difíceis

Uma das amigas de infância de Yasmin, Endy Mendonça Silva disse à revista Veja São Paulo, nesta segunda-feira (22), que a garota se suicidou por conta de muitos remédios.

Publicidade

Ela contou que está desolada e que não se conformava em ver no caixão a sua grande amiga. "Ela tomou vários remédios", disse Endy.

A menina foi encontrada morta em sua casa na cidade de Santa Isabel, interior de São Paulo, neste domingo (21). Ela sofria de um quadro crônico de depressão.

Endy disse que foi sua avó quem lhe contou sobre a morte da amiga. Ela chegou a passar mal ao saber disso e teve que ser levada ao hospital.

Publicidade

Segundo Endy, um dos sonhos de Yasmin era ser pediatra. Em sua última conversa, através do WhatsApp, na quarta-feira (17), Endy afirmou que Yasmin estava muito feliz.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo