A trama de Aguinaldo Silva promete ainda muitas emoções nos próximos capítulos. Tudo porque, como já previsto anteriormente em alguns sites, Judith é mesmo a serial killer e não passará impune nesta vida. Ela tanto fez que se auto-castigará no final da novela.

Tudo começa quando o Padre Ramiro, personagem de Ailton Graça, chegar ao casarão. Ele é um dos dois remanescentes das crueldades da vilã. Antes, relembrando, ela já matou cinco guardiães, a saber: Aranha ( médico), Joubert Machado (delegado), Milu (a exotérica), Ondina (cafetina) e Feliciano (o mendigo de Serro Azul). O próxima da lista seria o padre, mas algo vai acontecer.

Judith é desmascarada no final de 'O Sétimo Guardião'

Ao chegar ao casarão, Judith oferecerá um chá a Ramiro. Ele aceitará e, quando a bebida for servida, Gabriel surgirá na sala de estar, perguntando o que está servido na xícara.

Ficará uma tensão no ar e então ele suspeita que é um chá envenenado. Ele diz para Judith preparar outro, pois aquele, ele mesmo vai tomar. Desesperada, a serviçal derrubará o recipiente no chão, impedindo que o guardião-mor beba.

"Não, Gabriel. Não faz isso!", dirá a empregada completamente em pânico.

A reação levantará suspeitas, principalmente de Valentina. Ela limpa com seu lenço a bebida no chão e logo depois convoca Gabriel e Murilo para uma reunião. Na pauta da conversa, ela revela saber quem é o assassino dos guardiães.

Ela diz, inclusive, que tem provas e decide contar a sua versão, com o lenço embebido do chá, supostamente envenenado.

Judith se mata ao ser desmascarada

A serviçal chega e já vai direto ao ponto. "Seu pai me mandou fazer isso, assim como mandou matar vocês todos", contará a mulher que ainda assume fracasso na missão.

Murilo ainda questiona se foi Egídio quem mandou matar todos, e ela confessa que tudo aconteceu diante dos olhos de todos, quando o falecido guardião fez uma aparição misteriosa. Ela conta que, pelo fato de nenhum deles ter conseguido manter o segredo da fonte, eles deveriam morrer. Judith então bebe o chá envenenado e morre no final.

Gabriel e Júnior unem esforços rumo ao assassino

Sendo assim, dentre os diversos acontecimentos do episódio, o que mais chamará a atenção dos telespectadores será a aliança entre os rivais Gabriel (personagem de Bruno Gagliasso) e Júnior (personagem de José Loreto), que vão somar esforços para combater o serial killer que está atentando contra a irmandade.

Tudo começa após Mirtes (personagem de Elizabeth Savala) conseguir o apoio da irmandade para transferir, em segredo, o corpo de seu filho Aranha (personagem de Paulo Rocha), do cabaré (onde o médico morreu) à sua residência. Isso porque Mirtes queria enterrar o filho, evitando, assim, que ele fosse parar no necrotério de Greenville, de onde não sairia tão cedo.

Na casa, o corpo é recebido por Mirtes e Stela (personagem de Vanessa Giácomo), esposa de Aranha. Enquanto isso, o barman Adamastor (vivido por Theodoro Cochrane), que foi o primeiro a encontrar o corpo conversa com Júnior, Gabriel, com o padre Ramiro (encarnado por Ailton Graça) e com Murilo (Eduardo Moscovis) sobre o destino do corpo.

Essa conversa inspira Júnior a arquitetar um plano. Com o intuito de confundir o serial killer, Júnior sugere que eles anunciem, na rádio da pequena cidade mineira, a morte do médico, o mais rápido possível. Murilo completa o raciocínio, afirmando que isso vai dar a entender que todo o incidente se trata de uma morte natural, o que não levantará suspeitas sobre o crime ou o desaparecimento do corpo.

Siga a página Novelas
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!