Um mês após o ex-ator mirim Rafael Miguel, de 22 anos, e seus pais, João Alcisio Miguel, de 52, e Miriam Selma Miguel, de 50, serem assassinados, o suspeito, Paulo Cupertino Mathias, comerciante de 48 anos, ainda se encontra foragido da Justiça. O crime aconteceu no dia 9 de junho, em São Paulo.

Segundo informações apuradas no caso, o suspeito disparou com uma arma de fogo 13 vezes contra as vítimas e tudo porque não aceitava o namoro do ator com sai filha, Isabela Tibcherani Matias, de 18 anos.

Uma parte do crime foi flagrada por câmeras de segurança, que mostram o momento em que as vítimas são atingidas e também o momento que o suspeito do crime foge do local.

Com o intuito de prender o suspeito, policiais responsáveis pelo caso já compartilharam informações e visitaram mais de 60 endereços que poderiam ser o esconderijo do comerciante, mas até o momento não obtiveram sucesso. Entre os endereços apurados pela policia estão, além de São Paulo, também outros estados como Espírito Santo, Paraná, Minas Gerais, Goiás e até Mato Grosso do Sul.

Para facilitar ainda mais o reconhecimento e a prisão do suspeito, a Polícia de São Paulo divulgou imagens que mostram como o comerciante ficaria com possíveis disfarces, como, por exemplo, de cabelo raspado ou sem barba.

Segundo informações passadas pela Secretaria de Segurança Pública (SSP) ao G1, após ouvirem Isabela, sua mãe, Vanessa Tibcherani de Camargo e outras testemunhas, os responsáveis pela investigação irão reconstruir a cena do crime, para assim, tentar novas informações.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Polícia

Ainda segundo informações do 98º Distrito Policial, do Jardim Miriam, responsável pelo caso, a data da reconstrução do crime, conhecido tecnicamente como reprodução simulada, ainda não tem uma previsão certa.

Bloqueio da conta bancária

Com o objetivo de capturar o suspeito o mais breve possível, a Justiça bloqueou a conta bancária de Paulo. A polícia acredita que para conseguir se esconder por tanto tempo Paulo esteja recebendo ajuda.

Hipótese que se confirma ainda mais pelo fato do comerciante ter usado diversos automóveis em sua fuga, um deles com placa clonada.

Antes de supostamente matar o ator e seus pais, Paulo já tinha passagens pelos crimes de agressão e roubo. Além disso, o suspeito também carrega em seu braço uma tatuagem que diz "Marginal sempre marginal".

Ainda na intenção de prender o suspeito, a polícia pede encarecidamente para quem tiver informações que leve ao paradeiro de Paulo, contate o Disque-Denúncia através do número 181.

Policiais ainda ressaltam que para realizar a denúncia não será necessária sua identificação.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo