Walcyr Carrasco, o autor de "A Dona do Pedaço", aguardou 84 capítulos da trama para dar ao público a resposta sobre um mistério latente desde os primeiros momentos da novela: quais são os motivos para Josiane (Agatha Moreira) odiar a sua mãe, Maria da Paz (Juliana Paes)?

De acordo com o colunista Maurício Stycer, do UOL, a resposta de Walcyr foi seguir pelo caminho mais fácil, ao invés de optar por uma construção mais elaborada de personagem, que permitisse ao público ir percebendo sozinho o “problema” de Josiane.

Nesse sentido, Stycer destaca que Maria da Paz sempre fez tudo pela filha, criando-a coberta de mimos e dando-lhe acesso ao que se pode querer de melhor em termos de educação.

Entretanto, Josiane sempre mostrou resistência, e até mesmo desdém por sua mãe. A patricinha chegava ao ponto de reclamar que havia sofrido bullying nos colégios caros, visto que tais ambientes contavam com crianças de famílias tradicionais, e ela era apenas a “filha da boleira”.

Para além disso, desde o início de "A Dona do Pedaço", Josiane afirma que a sua mãe é brega. Reclama do nome que lhe foi dado, e deseja ser conhecida por um apelido, ainda que o nome possua um significado especial para Maria da Paz.

De acordo com Maurício Stycer, por muito tempo o público da trama foi forçado a aceitar que era apenas essa a raiz do ódio da vilã. Porém, apenas isso se tornou insuficiente quando assistimos à filha destruir por completo a mãe, roubando tudo o que ela tinha.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Novelas

Durante esse processo, Maria sequer desconfiou da possibilidade de estar sendo enganada, e quando começou a perceber alguma coisa, acabou presa e perdeu tudo.

Explicação de Walcyr Carrasco

Assim, isso fez com que Stycer reclamasse em diversas ocasiões diferentes a respeito da falta de explicações por parte do roteiro de Walcyr Carrasco. A pergunta, de acordo com o colunista, chegou a reverberar até mesmo em outros programas da Globo, como o Fantástico, que se dedicou até mesmo a fazer uma matéria tentado explicar a raiva sentida por Josiane.

No último sábado (24), o autor de "A Dona do Pedaço" finalmente resolveu dar a tão esperada explicação e, para Maurício Stycer, ele escolheu o caminho mais fácil: Josiane é uma psicopata e, como tal, é incapaz de ter sentimentos ou demonstrar empatia por outras pessoas, o que justificaria as suas atitudes com a mãe.

Quanto a esta escolha, Stycer destaca que a solução do roteiro não poderia ser mais preguiçosa.

O colunista segue destacando que o diagnóstico em questão foi dado por Linda (Rosamaria Murtinho), que sequer chegou a exercer a profissão de psicóloga, apesar de ter feito uma pós-graduação na área. "Escolheu a solução mais fácil, preguiçosa e rocombolesca que havia", disse Stycer em sua coluna.

Assim, para Maurício Stycer, o caminho adotado por Walcyr Carrasco não demanda grandes construções em termos de personagem.

Ele também destacou que o autor procurou por meios de dar alguma referência ao público por meio de uma citação indireta do caso de Suzane Von Richthofen, jovem rica que atuou como mentora no assassinato de seus pais.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo