A Rede Globo perdeu mais um jornalista de peso nesta quinta-feira (1º). Dony De Nuccio, que dividia a bancada do "Jornal Hoje" com Sandra Annenberg, pediu demissão do canal nesta manhã. Ele tomou essa decisão após ver seu nome envolvido numa suposta quebra de ética do canal de Televisão.

Dony apresentava o jornal, que é transmitido no começo da tarde, desde que ocupou o lugar deixado por Evaristo Costa, que também pediu demissão da Globo há dois anos.

Ele teria produzido conteúdo de comunicação para o Banco Bradesco, contrariando o código de ética da Globo.

Dony enviou um e-mail para Ali Kamel, diretor-geral de jornalismo da Globo, apresentando sua carta de demissão. No documento enviado, o jornalista informou que nas últimas semanas viu seu nome envolvido em uma onda de ataques e que teve sua vida pessoal e profissional vasculhada e revirada.

Ele disse também que teve sigilos fiscais violados, endereços divulgados, e-mails hackeados e trabalhos que seriam internos serem divulgados. De Nuccio desabafou que a campanha para destruí-lo e fazê-lo sangrar não podia continuar, pois estava prejudicando a ele e a sua família.

O jornalista disse que devido a essa questão, e por ter violado o código de conduta dos jornalistas da emissora, pedia com dor no coração o seu afastamento do telejornalismo.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Famosos Televisão

Ali Kamel disse que compreendia os motivos apresentados pelo jornalista e que essa decisão de De Nuccio teria sido tomada após uma conversa que tiveram, onde o profissional entendeu as razões da Rede Globo.

Ele agradeceu o e-mail honesto e transparente do jornalista e disse que aceitava o pedido de demissão com pesar, mas que sabia que devido aos motivos expostos esse era o melhor caminho a se seguir.

Entenda o que aconteceu

Dony De Nuccio teve seu nome divulgado na mídia após ser descoberto que ele tinha virado garoto propaganda do Banco Bradesco. No contrato assinado com a Bradesco Seguros, no valor aproximado de R$ 7 milhões, o jornalista tinha seu rosto veiculado em vídeos de treinamentos para funcionários e também em eventos com clientes.

Nos vídeos divulgados, o jornalista usava o termo "nossos" para se direcionar aos clientes do banco, mostrando assim sua ligação com a instituição bancária.

Essa atitude de Dony, de ter assinado esse contrato sem avisar a Rede Globo, de onde era funcionário, feriu o código de ética da emissora.

A emissora já havia o advertido oficialmente sobre sua conduta, mas afirmou não ter visto que o jornalista agiu de má-fé. Dony já era o apresentador substituto no "Fantástico" e no "Jornal Nacional" e era visto como um possível substituto de Willian Bonner na bancada do principal telejornal da emissora.

O "Jornal Hoje" desta quinta-feira já foi apresentado apenas por Sandra Annenberg.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo