As demissões em massa no canal esportivo ESPN Brasil, ocorrida nesta quarta-feira (14), repercutiram entre os profissionais de impressa. Dentre os profissionais desligados da emissora esportiva está o agora ex-vice-presidente de jornalismo João Palomino e sua saída motivou uma indireta do desafeto José Trajano, seu antecessor na emissora e que foi demitido em 2016.

"Essa vai para o ex-manda chuva e não para os queridos companheiros que saíram ontem da ESPN .

14 de agosto de 2019: o dia em que provamos, de modo cabal, que a Terra é muito, mas muito redonda. E como dá voltas!", escreveu o jornalista, referindo-se claramente a Palomino.

A rusga entre os dois jornalistas seria de longa data. Teria começado em 2012, quando a cúpula da emissora decidiu colocar Palomino no lugar de Trajano na direção do canal esportivo. O novo diretor passou a reformular o canal, dando mais ênfase ao entretenimento enquanto o antigo titular do cargo era favorável a um tipo de jornalismo em sua forma original.

Trajano seguiu no canal desempenhando a função de comentarista até que em 2016 teve seu contrato interrompido. Palomino demonstrou insatisfações com manifestações de cunho político de Trajano, que desde então passou a tecer ácidas críticas ao desafeto.

Além de Palomino, também foram desligados da emissora o apresentador João Carlos Albuquerque, o João Canalha, os comentaristas Juca Kfouri, Arnaldo Ribeiro, Eduardo Tironi e Rafael Oliveira.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Futebol

Profissionais de outras emissoras se manifestam

Profissionais de outras emissoras comentaram as demissões na ESPN ao longo desta quarta-feira. O apresentador do SporTV Marcelo Barreto abriu o programa “Redação” desta quarta-feira (14) se solidarizando com os colegas que perderam o emprego. Ele disse que não existe rivalidade entre as emissoras, já que todos pertencem à mesma categoria. “Quero deixar aqui uma mensagem de solidariedade para quem perdeu emprego”, disse o jornalista, dizendo que em breve todos estarão se recolocando no mercado.

Outros profissionais do Grupo Globo, como Ana Thaís Matos, Bárbara Coelho, Sérgio Xavier também prestaram solidariedade aos colegas por meio das redes sociais. "Eles podem ter perdido o emprego, mas quem mais perdeu foi o público da emissora", escreveu Sérgio Xavier Filho.

Narrador do Esporte Interativo, Jorge Iggor disse que a transmissão do jogo entre Liverpool e Chelsea, pela Supercopa Europeia, a qual narrou naquele dia, seria dedicada ao colega Rafael Oliveira.

"Dedico a transmissão de hoje ao amigo Rafael Oliveira, um apaixonado pelo Futebol inglês", disse.

Rafael Oliveira, um dos demitidos, virou assunto mais comentado no Twitter.

“O maluco dia em que virei primeiro lugar nos Trending Topics do Twitter”, comentou o jornalista.

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo