Em agosto de 1988, o seriado "Chaves" perdia um de seus ícones. Vitimado por um câncer no estômago, que posteriormente se alastrou por outras partes do corpo, o ator Ramón Valdés, que ficou eternizado para os brasileiros como Seu Madruga –na versão original era chamado simplesmente de Dom Ramón–, morreu aos 64 anos.

Passados exatamente 31 anos da morte de Valdés, seu neto, Miguel Valdés, publicou uma foto rara do ator, já em seu tratamento no hospital, junto com seus familiares.

“Há 31 anos, morria o Madruguinha”, escreveu. “Como podem ver nesta foto, ainda com câncer terminal seguia sorrindo”, seguiu o familiar, que agradeceu ao carinho dos fãs e afirmou que o personagem segue vivo por eles, a cada vez que aparece na Televisão ou quando um meme é compartilhado.

Recentemente, Miguel e Esteban Valdés, filhos de Ramón, lançaram um documentário na internet contanto a trajetória do pai, que começou no circo e posteriormente ganhou o coração dos fãs na série criada por Roberto Gomes Bolaños.

Alguns seguidores retribuíram o agradecimento e deixaram mensagens carinhosas aos familiares de Valdés.

Trajetória começou no cinema

A arte já era algo corriqueiro na vida de Ramón Valdés desde seu nascimento. Sua família era composta por vários artistas, dentre eles Germán Valdés, o “Tin Tan”, reconhecido ator da época do cinema de ouro mexicano. Ramón seguiu os passos dos irmãos e atuou em mais de 50 filmes, sendo o primeiro deles "Calabacitas Tiernas" (em português, "Eu Sou do Amor"), no qual Germán era o protagonista.

Não perca as últimas notícias!
Clique no tema que mais te interessa. Vamos te manter atualizado com todas as últimas novidades que você não deve perder.
Televisão

Em 1970 iniciou sua participação no programa "Los Supergenios de la Mesa Cuadrada", já com o elenco liderado Bolaños. As participações no Chaves ocorrerem entre 1972 e 1980. Posteriormente trabalhou em dois seriados com Carlos Villagrán, onde também interpretava o icônico personagem, as que desta vez era dono de um mercadinho.

Seu último trabalho na TV foi pouco antes de sua morte, em 1987, quando gravou um comercial para uma marca de doces peruana. Na vida pessoal ele teve três casamentos e dez filhos.

Já ia caracterizado para as gravações

Enquanto os outros personagens do seriado Chaves precisavam recorrer a maquiagem e figurino para ficarem caracterizados, seu Madruga dispensava todo esse trabalho, chegando a vir de casa com a roupa que usaria nas gravações.

Na série ele criou alguns dos bordões que ficariam eternizados, como “só não te dou outra porque...”. Ao todo, ele participou de 68 episódios do seriado Chaves, além de atuar em outras produções de Bolaños, como "Chapolim" e outras esquetes do programa "Chesperito".

Não perca a nossa página no Facebook!
Leia tudo