O apresentador Gugu Liberato sofreu uma grave acidente doméstico na última quarta-feira (20), em Orlando, EUA. Gugu sofreu uma queda de aproximadamente quatro metros, quando o piso de gesso do sótão onde estava cedeu. O apresentador foi socorrido e internado em uma Unidade de Terapia Intensiva, chegando a ficar em observação por mais de 48 horas. Na última sexta-feira (22), a morte de Gugu foi confirmada pela assessoria de imprensa.

De acordo com a revista Veja, a família seguiu a vontade externada por Gugu em vida e autorizou a doação de órgãos. O procedimento foi concluído neste domingo (24), e teria durado mais de seis horas.

Segundo a assessoria de imprensa do comunicador, uma carta foi escrita por seus familiares e lida antes do início da cirurgia de doação de órgãos, seguindo um ritual promovido pelo hospital responsável pelo procedimento.

Desejo do apresentador

Ainda de acordo com a revista Veja, a doação de órgãos, que seria um desejo do apresentador, poderá beneficiar até cinquenta pessoas. Após o procedimento de doação, o corpo de Gugu foi levado para um instituto onde serão feitos exames necroscópicos. O corpo do comunicador deve chegar ao Brasil antes da próxima quinta-feira (28). O velório de Gugu ocorrerá na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo e terá um período aberto ao público. O apresentador será sepultado no Cemitério Getsêmani, no Morumbi, porém, as datas ainda não foram definidas pela família.

Segundo a revista Veja, a carta foi escrita pela família em primeira pessoa, ou seja, como se o próprio apresentador tivesse escrito-a. Um trecho da carta afirma que Gugu teria vivido sua jornada de acordo com os ensinamentos recebidos por seus pais, Augusto e Maria do Céu, e que teria aprendido a importância do olhar ao próximo. A mensagem diz, ainda, que Gugu agradecia por seus familiares terem cumprido sua vontade: "tenham certeza que, a partir de agora, eu estarei batendo em muitos outros corações".

Família tentou doação no Brasil

De acordo com o site Purepeople, a família de Gugu Liberato teria tentado realizar a doação de pelo menos alguns órgãos para brasileiros, porém, o procedimento não teria sido viável. De acordo com a assessoria de imprensa do apresentador, a equipe médica norte-americana, responsável pelo procedimento, explicou os familiares que não seria possível levar os órgãos ao Brasil, devido à distância entre os países, podendo prejudicar a conservação dos órgãos.

Augusto Liberto teve a morte cerebral declarada após 48 horas de observação da equipe médica. Seus órgãos poderão beneficiar um grande número de pessoas que estão na fila de transplante à espera de algum órgão.

Siga a página Famosos
Seguir
Siga a página Relacionamento
Seguir
Siga a página Televisão
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!