O que parecia ser um dia feliz para o casal Stepan Dolgikh, de 33 anos, e Oksana Poludentseva, de 36, se transformou em tragédia. De acordo com o jornal Extra, durante o casamento de Stepan e Oksana, que aconteceu na Rússia, uma confusão teve início após a noiva conversar com um convidado da festa. Segundo testemunhas presentes na cerimônia, a atitude da noiva teria aborrecido Stepan, que começou a agredi-la na frente nos convidados. O noivo teria acusado a esposa de se comportar de maneira "inadequada" diante de outro homem. Kirill Petrushin, investigador responsável pelo caso, afirmou que Stepan teria agredido Oksana brutalmente até que a Mulher ficasse desacordada, posteriormente, teria jogado seu corpo em um barranco.

Toda a sessão de agressões ocorreu durante a cerimônia. Stepan teria tirado a noiva da festa à base de chutes.

Convidados não interviram

Ainda de acordo com o Extra, no momento das agressões nenhum convidado foi capaz de intervir e socorrer Oksana, porém, acionaram a Polícia para que fossem até o local. Stepan Dolgikh foi preso em flagrante pela equipe policial russa e confessou o assassinato da noiva. O homem de 33 anos já possuía passagens pela polícia por roubo e homicídio. Segundo amigos próximos, Oksana teria esperanças de que o noivo mudaria a personalidade após o casamento. "Ele bateu nela por um longo tempo, na frente de testemunhas, e atingiu seus órgãos vitais –no torso e na cabeça.

Ele admitiu totalmente a culpa durante a investigação. Quanto ao arrependimento... Não posso comentar", disse o investigador Petrushin.

A respeito de Oksana ter conhecimento sobre o passado delituoso do noivo, o investigador afirmou que o casal se conheceu enquanto Stepan ainda cumpria pena por crimes anteriores.

Ainda de acordo com Petrushin, a vítima não sabia se o noivo estava sob o efeito de álcool ao cometer crimes no passado, ou se apenas havia tido um ataque de fúria. O investigador afirmou, ainda, que Stepan tinha o perfil de uma pessoa que poderia ultrapassar todos os limites e cometer um delito grave, como o ocorrido no dia de seu casamento.

Índices de feminicídio

De acordo com o site UOL, o feminicídio é definido pelo assassinato de uma mulher por questões de gênero ou menosprezo à condição feminina. Trata-se de um crime de ódio que por muitas vezes é cometido por motivos passionais. Mulheres são mortas ou agredidas de forma violenta por seus parceiros todos os dias. O Brasil se encontra no 5º lugar no ranking mundial de feminicídio, segundo o Alto Comissariado das Nações Unidas pra os Direitos Humanos (ACNUDH), perdendo apenas para El Salvador, Colômbia, Guatemala e Rússia em número de casos de mortes de mulheres.

Siga a página Polícia
Seguir
Siga a página Mulher
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!