A viúva de Gugu Liberato está sendo vítima de assédio por parte de vários advogados que desejam tratar dos assuntos ligados ao testamento do apresentador, que faleceu no final do mês de novembro.

Segundo informações do site Notícias da TV, Rose Miriam Di Matteo tem sido procurada por diversos profissionais do direito desde o falecimento do marido. Os escritórios de advocacia responsáveis por todo o assédio não estão localizados somente no Brasil, mas também nos Estados Unidos, local onde Gugu e sua família viviam.

É possível destacar que o testamento de Gugu Liberato assegura que os bens do apresentador, quase em sua totalidade, sejam deixados para os seus três filhos, João Augusto, Sofia e Marina.

Alguns outros familiares também foram lembrados.

De acordo com informações de Esther Rocha, a assessora de imprensa de Gugu, a irmã do apresentador, Aparecida Liberato, foi nomeada como curadora legal das filhas do famoso, ambas menores de idade. Além disso, Aparecida também foi apontada como a inventariante do testamento. O comunicado no qual Esther fez tais afirmações foi enviado aos veículos de comunicação ainda na última quinta-feira (19).

É possível afirmar que a leitura do testamento de Gugu Liberato aconteceu na presença de Rose, assim como dos filhos e dos demais familiares do apresentador. Na ocasião, todos chegaram a assinar documentos na presença de um notário e tabelião. Porém, ainda na data da leitura, Rose Miriam e João Augusto foram encaminhados para um novo advogado para se consultar sobre o testamento.

Briga judicial no processo de herança

Após essa nova consulta, Rose optou por assinar uma procuração para lidar com todo o processo relativo à herança de Gugu. Na ocasião, João não assinou o documento em questão. É possível afirmar, de acordo com informações do site Notícias da TV, que tal documento foi assinado diante de profissionais do escritório Dr.

Nelson Willis & Associados.

Ao assinar o documento em questão, a esposa de Gugu Liberato chegou a ser avisada de que dar esse passo poderia dar início a uma batalha judicial entre ela e seus filhos. A partir disso, Rose Miriam optou por revogador o documento e retirar o novo advogado de sua representação.

Isso foi feito por meio de uma carta escrita por ela.

De acordo com o comunicado da assessoria de imprensa de Gugu Liberato, após explicar todos os fatos descritos, Rose foi induzida a tomar a atitude citada após ser mal aconselhada pelos advogados consultados. O comunicado ainda afirma que houve o uso da má-fé para gerar problemas durante o processo e prejudicar que a vontade de Gugu fosse executada conforme o previsto em seu testamento, caracterizado como “legítimo e incontestável” pela nota em questão.

Siga a página Famosos
Seguir
Não perca a nossa página no Facebook!